Grávida pode comer chocolate? 5 mitos e muitas dicas!

Tabela de conteúdo

Grávida pode comer chocolate? Aposto que esta pergunta já veio à sua mente. Principalmente agora com a Páscoa se aproximando. Você já deve estar sonhando com aqueles ovos marronzinhos e brilhantes.

Cada um mais saboroso que outro, cheios de deliciosos recheios. Sem falar no bolo com cobertura de chocolate, também comuns nesta época festiva. Quando você se depara com uma barra ou bombom, já bate aquela vontade de se empanturrar com estas delícias.

Certamente, tem dias que você não resiste. E acaba provando uma barrinha ou ao menos um quadradinho. Mas você está grávida! Leva dentro de si o maior de seus bens!

E quem disse que a consciência não dói? Pois, é! Enquanto o chocolatinho derrete na boca e espalha aquela sensação de felicidade, característica desse doce, a consciência pesa e você pensa: ” — Ai, será que prejudiquei meu bebê?”.

Mas, nós aqui podemos te aliviar dessa culpa, esclarecendo se grávida pode ou não degustar estes derivados do cacau. Te trazemos respostas. 

E esta questão não vai mais perturbar sua gravidez. Principalmente agora que a Páscoa está às portas, é importante informar-se. E então? Quer saber se grávida pode comer chocolate sem culpa? Descubra aqui.

Grávida pode
Créditos da Imagem: Freepik.

Grávida pode comer chocolate? Entenda a questão:

Grávida pode comer bolo com cacau? Grávida pode comer chocolate recheado? As perguntas são muitas. Na verdade, as futuras mamães podem comer muita coisa, porém, nem tudo. 

Alguns alimentos são desaconselhados no decorrer da gestação. E isso, ocorre para preservação da saúde do bebê e o bem estar das mamães

Entre as guloseimas mais desejadas pelas grávidas, está o chocolate. Este derivado do cacau, com suas múltiplas variações, está no topo das preferências.

E quando chega o momento de ser mãe, surge a questão: – Grávida pode comer chocolate? Saiba quando a resposta é sim e quando é não.

Grávida pode comer chocolate? Pode ser que sim, pode ser que não.

Na verdade, a resposta para esta pergunta é: – Depende. Mas, de quê? — De muita coisa! Primeiramente, perceba que um dos impasses é a composição deste alimento e sua atuação no organismo. Será que o chocolate contribui para a necessidade nutricional diária, de quem está carregando um novo ser?

Ou será que ele pode atrapalhar uma dieta saudável e equilibrada na gravidez? Além disso, existem muitas outras questões. Veja os prós e contras do chocolate na gravidez.

Comer chocolate na gravidez: Quando a resposta é sim

Sim. O chocolate pode ser consumido pelas grávidas. Não há provas científicas de que cause mal ao feto. No entanto, existem certas condições. 

As mulheres com uma gravidez tranquila, em todos os aspectos, que não apresentam nenhum problema, podem sim, comer chocolate. Porém, sem exagerar.

A moderação é o ponto chave dessa questão. Conforme orientam médicos e nutricionistas, o máximo de chocolate que uma grávida pode ingerir é o equivalente a 30 gramas por dia. Ou seja, um bombonzinho, apenas. 

A moderação é necessária porque são composições muito calóricas. A maioria apresenta alto teor de açúcar e gordura. E isso, causa obesidade, além de outros problemas de saúde, como colesterol alto e diabetes. Podem, portanto, comprometer a saúde da gestante e do feto.

Além da gordura e açúcar, o chocolate contém cafeína. Segundo revisão de estudos científicos, publicada em 2020, no jornal BMJ Evidence-Based Medicine, a cafeína é fator de risco para ocorrência de baixo peso e prematuridade do nenê. 

Sendo assim, o ideal é não exagerar na porção, limitando-a a 30 gramas. Esta limitação pode evitar múltiplos problemas. Como, por exemplo, a obesidade na gravidez. O ganho exagerado de peso pode intensificar o risco de surgirem problemas como:

  • Pré-eclâmpsia
  • Diabetes gestacional
  • Hipertensão arterial
  • Parto prematuro.

 

Mas, entenda serem ocorrências voltadas para o alto consumo de gorduras e açúcar. Podem acontecer, principalmente, quando a mulher já tem predisposição para tal. Porém, podendo evitar, vale a pena.

Comer chocolate na gravidez: Quem não pode?

Comer chocolate com moderação, grávida pode. O que não pode é exagerar. Entretanto, algumas grávidas não podem e nem devem comer chocolate, em hipótese nenhuma.

As mulheres que já têm problemas de saúde ou predisposição para certas doenças que trazem complicações, devem ter maior cuidado. Definitivamente, não devem fazer uso deste alimento na gestação. O risco de agravar a saúde deve ser evitado. 

Sendo assim, não devem ingerir chocolate as mulheres que, por exemplo, estão em uma gravidez de risco. Ou quando já são portadoras de diabetes, problemas cardiovasculares, sobrepeso ou obesidade.

Outra pergunta que muitas vezes surge é se o chocolate traz algum benefício na gravidez. Veja, como ele pode ajudar.

Chocolate na Gravidez: Nutrição adequada X Ganho de peso

Alguns dos principais cuidados que a medicina tem em relação à gestação são os que se referem ao aspecto nutricional e ao ganho de peso. Você concorda serem pontos essenciais, não é? Afinal, o que somos sem alimentação adequada? E todo mundo conhece os males que a obesidade traz.

Sendo assim, além da dieta cotidiana da grávida, outro ponto preocupante é com o ganho excessivo de peso. As futuras mamães não devem ganhar quilos fora do normal.

Nesse sentido, dois fatores são essenciais. Primeiramente, é crucial assegurar os nutrientes necessários ao feto, sem esquecer da mãe. 

Em segundo lugar, a obesidade e o sobrepeso devem ser evitados. Neste sentido, qual seria a contribuição do chocolate? Observe que benefícios ele pode trazer.

Comer chocolate na gravidez tem benefícios?

O chocolate é um alimento derivado do cacau. Ele é reconhecido pela Ciência como estimulador da serotonina e da endorfina. Estes são hormônios nervosos, ou neuro-hormônios responsáveis pelas sensações de bem-estar e prazer

Além disso, o chocolate é um alimento que também fornece bom teor de minerais. No entanto, deve ser respeitada a moderação no consumo, durante a gestação

Somente, desse modo, consumido sem descontrole, o chocolate pode gerar benefícios. Como exemplo das vantagens do chocolate na gravidez, podem ser citados: 

  • O impedimento de estados depressivos;
  • A prevenção de episódios de mau humor;
  • A adição de minerais como magnésio, ferro e cobre, ao organismo;
  • O controle da pressão arterial, entre outros.

Chocolate na gravidez: Alguns mitos que se vestem de benefícios

Existem alguns mitos em relação ao bem que o chocolate pode trazer. Portanto, fique atenta. Não se deixe levar por tudo que dizem a respeito desses benefícios. Veja o que é mito e o que é verdade em relação ao chocolate na gravidez.

Comer chocolate na gravidez evita pré-eclâmpsia — Isso é verdade.

Um dos fatores que podem levar à pré-eclâmpsia é a hipertensão arterial na mulher grávida. Estudos publicados na PubMed, demonstraram que a teobromina, substância contida no cacau, ajuda a prevenir pressão alta. Portanto, auxilia a prevenir a pré-eclâmpsia.

Grávida que come chocolate pode ter azia e enjoar — Isso também é sério.

Dependendo do tipo que você comer, pode causar estes efeitos. Isso acontece, principalmente, devido ao alto teor de gordura e açúcar em certos tipos de chocolate.

Grávida que não tem problema de saúde deve comer qualquer chocolate — Isso é mito.

O chocolate mais indicado para as grávidas é o amargo. Quanto menos açúcar e quanto maior o teor de cacau, melhor é. Isso é porque estes possuem menos açúcar, menos gordura e menos lactose.

Além disso, o chocolate amargo, especialmente o 70% cacau, é rico em polifenóis, compostos bioativos muito benéficos. Também conta com teobromina que ameniza a pressão arterial e previne a pré-eclâmpsia.

Mas não apenas isso. Ele é fonte de minerais, conta com propriedades antioxidantes e contribui para eliminar estados depressivos e mal estar. 

No entanto, é preciso evitar o excesso. Mesmo o chocolate amargo deve ser consumido com moderação, visto que quanto mais cacau maior é a concentração de cafeína.

Outro cuidado que se deve ter é em relação ao chocolate branco. Este não possui cacau em sua composição. É uma massa feita de manteiga de cacau+açúcar+leite. Não traz nenhum benefício.

Chocolate Diet é o ideal na gravidez — Isso é mito

O chocolate diet não possui açúcar, mas compensa isso com altas porções de gordura, para torná-lo palatável. Não se deixe enganar.

Grávida pode consumir chocolate à vontade, porque precisa comer por dois — Esse é um mito perigoso.

Grávida só pode comer chocolate com moderação. Nunca em excesso. Além disso, também é mito essa história de comer por dois. Comer muito não significa alimentação sadia. Ao contrário, pode trazer sérias consequências. 

Na verdade, não se trata de comer por dois. É preciso, sobretudo, comer adequadamente, de forma a nutrir os dois. Sendo assim, algumas restrições são relevantes, para evitar problemas na vidinha que você carrega dentro de si.

Estou grávida. Posso comer chocolate na Páscoa. — Isso é verdade!

Agora, que você já sabe como comer chocolate sem prejudicar seu bebê, com certeza, poderá saborear um gostoso chocolatinho na páscoa. Mas, lembre-se da moderação. Com o intuito de preservar uma dieta saudável e equilibrada, não exagere. 

Certamente, se encher de chocolate, além de ser prejudicial, pode impedir que você se alimente saudavelmente. Com o excesso dessa guloseima você estará cheia demais para ingerir alimentos que realmente vão nutrir a você e ao bebê.

Uma coisa bem legal é consultar aqui, as informações que trazemos para as mamães. Com elas você saberá como comer seu chocolate preferido. E assim, terá uma Páscoa cheia de alegria.  

Não há mais dúvidas, não é? Grávida pode comer chocolate. E você já entendeu a maneira correta de usar este alimento, no decorrer da gestação. 

Portanto, não se estresse mais, pois seu ovinho de páscoa, de 30 gramas, está garantido. Lembre-se que o principal é ser a mamãe do bebê mais saudável do mundo!

Gostou das informações? Então, compartilhe, pois, tem muita gente querendo saber se grávida pode comer chocolate na Páscoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.