Insônia na gravidez: o que causa e como tratá-la?

Tabela de conteúdo

Ter insônia na gravidez é mais comum do que você pensa, futura mamãe, já que 80% das gestantes sofrem de insônia pelo menos em algum período da gestação.

É um número que assusta, não é mesmo?

O fato é que o número de mulheres que acabam sofrendo com a falta de sono e não recorrem a mais informações para aliviar a insônia é grande. Além de que a maioria não sabe que isso pode até mesmo ocasionar o nascimento prematuro dos bebês.

Mas calma que a gente trouxe aqui para você tudo sobre o assunto insônia na gravidez! Por isso, continue a leitura até o final, visto que iremos detalhar ao longo deste conteúdo: 

  • o que é insônia na gravidez;
  • o que causa a falta de sono em grávidas;
  • quando começa a insônia na gravidez;
  • como tratar insônia na gravidez;
  • perguntas frequentes;
  • dicas extras.

 

Então, venha com a gente para acabar de vez com essa falta de sono que deixa qualquer mamãe de cabelos em pé!

O que é insônia na gravidez?

A insônia na gravidez é um distúrbio de sono que afeta boa parte das gestantes, ou seja, elas sofrem com a dificuldade de dormir, continuar dormindo ou acordam muito cedo, não suprindo assim as necessidades básicas para ter uma boa noite de descanso.

Isso atrapalha, e muito, o psicológico já que a falta de sono aumenta as chances de:

  • mudanças de humor;
  • doenças cardiovasculares;
  • crises de ansiedade ou depressivas;
  • obesidade;
  • hipertensão arterial;
  • fadiga;
  • diabetes;

 

Entre outros males que podem afetar sua saúde tanto mental quanto física. E não queremos nem pensar em sofrer esses tipos de consequências, certo?

Então, não se preocupe!

Porque você não está sozinha nessa briga contra a falta de sono, há muitas mulheres que buscam soluções para este tipo de problema, porém precisamos entender primeiro o que causa a insônia na gravidez.

O que causa a insônia na gravidez?

Há três tipos diferentes de fatores que causam a insônia na gravidez, sendo eles: hormonais, físicos ou emocionais, que vamos te explicar direitinho logo abaixo.

No caso de insônia hormonal há alterações profundas dos hormônios durante a gravidez, que causam aquela vontade de ir ao banheiro no meio de um sono gostoso, ou aquele enjoo e azia que atrapalham o descanso de qualquer grávida, principalmente no primeiro trimestre.

Infelizmente para o tipo de insônia hormonal, não há muito o que fazer, já que alterar os hormônios durante a gestação não é possível e nem recomendado.

Mas não perca as esperanças porque as razões físicas e emocionais, que causam a insônia, possuem certas soluções e tratamentos que vão aumentar a qualidade do seu sono!

Vamos ver?

Razões físicas

Com o aumento significativo da barriga na gravidez, fica difícil achar uma posição confortável para dormir e ter o tão desejado descanso que toda grávida merece, especialmente após um dia corrido em busca dos preparativos para a chegada do bebê.

Sem contar com as câimbras, enjoos e azias que podem aparecer de surpresa em meio a madrugada e acabar de vez com a qualidade do sono.

Isso tudo são razões físicas que causam insônia na gravidez. Mas que, para a alegria das grávidas com estes problemas, têm soluções com práticas e dicas que melhoram a insônia significativamente.

Estas soluções vamos te informar logo após explicarmos as razões emocionais que também podem atrapalhar, e muito, o seu sono como futura mamãe.

Razões emocionais

Qual grávida que não fica preocupada, com medo ou até mesmo estressada com vários pensamentos recorrentes e dúvidas com a chegada do bebê, não é mesmo?

Várias perguntas e problemas invadem a cabeça das futuras mamães como:

“Será que vou dar conta de tudo o que precisa para ser uma boa mãe?”

“Esqueci de colocar alguma coisa no quarto do bebê?”

“Como vai ser o parto?”

Entre outras questões que pegam de jeito as mamães mais ansiosas, acarretando assim a dificuldade de descansar a mente, com impacto direto na qualidade do sono.

Portanto, para evitar que as razões tanto emocionais quanto físicas aumentem o grau de insônia durante a sua gravidez, vamos direto para as soluções e tratamentos que você pode aplicar hoje mesmo!

Como tratar insônia na gravidez

Os tratamentos e soluções variam de acordo com o grau da sua insônia, pois há casos que são necessários acompanhamento médico, como distúrbios do sono com quadros muito elevados.

Mas para casos mais comuns de insônia na gravidez, mudar alguns hábitos já podem fazer uma grande diferença na luta contra a falta de sono.

O primeiro desses costumes é acrescentar uma rotina de sono, ou seja, determinar uma hora exata de ir dormir e acordar.

Definir este horário ajuda a ter uma boa noite de sono, já que em nosso cérebro há uma estrutura chamada hipotálamo, que se acostumada com uma rotina de sono, aumenta as chances de você conseguir dormir e acordar naquela hora determinada.

E não se esqueça de largar o mito de horas exatas de sono que todo mundo deve ter, porque cada indivíduo possui uma quantidade de tempo para se sentir disposto e realmente descansado.

Então, se programe para suprir as necessidades de descanso do seu corpo e acrescentar algumas recomendações gerais no seu dia a dia para te ajudar a ter um sono de qualidade.

Recomendações para razões físicas

Posições confortáveis para dormir durante a gravidez

Conforme os meses vão passando o baby toma cada vez mais espaço em nossas barrigas, por isso é preciso encontrar uma posição confortável na hora de se deitar.

O que recomendamos é que você sempre durma do seu lado esquerdo durante a gestação, porque temos uma veia chamada: VCI ou veia cava, com a função de melhorar a circulação do sangue pelo corpo e que precisa ficar confortável para diminuir o inchaço.

“Ah, mas gosto de ficar trocando de lado durante o sono”.

O que ajuda em casos de mamães mais inquietas é colocar um travesseiro entre as pernas, auxiliando assim na postura do corpo e acomodando melhor a barriga.

Se afaste das telas

Se você é do tipo de pessoa que não larga o celular ou tem a necessidade de assistir televisão até cair no sono, tente acabar com estes vícios.

Já que o estímulo das luzes de telas ligadas, principalmente antes de deitar, afeta a qualidade do sono.

Ao invés disso troque o celular, televisão e tablet por algum livro, meditação ou até mesmo alguma atividade manual que faça você afastar sua mente das telinhas, e por consequência acalmar e relaxar os pensamentos na hora de dormir.

Melhore sua alimentação

A azia e o refluxo durante o sono são um pesadelo para qualquer grávida, por isso se atentar a uma alimentação mais adequada é essencial para diminuir estes problemas comuns na gravidez.

Claro que por conta da gestação seus órgãos ficam mais reprimidos e compactos, aumentando assim as chances do enjoo e refluxo acontecer, mas você pode adotar algumas ações em seu dia a dia para diminuir essa possibilidade. 

A primeira delas seria evitar ingerir comida muito pesada, gordurosa e apimentada antes de deitar e também preferir não beber nada durante a refeição, já que isso pesa o estômago.

Tudo isso porque na gestação nosso organismo fica com a digestão mais lenta e acaba piorando esse processo ao anoitecer.

Então fique atenta a estes detalhes.

Diminua o consumo de água antes de dormir

Ainda falando de beber água, tem uma super dica para acabar com a insônia na gravidez: diminuir o consumo de líquido depois das 17:00 ou 18:00.

Isso faz com que aquelas horas indesejadas de ir ao banheiro no meio da noite diminuam significativamente.

Não vá diminuir o seu consumo de água durante o dia inteiro, recompense a quantidade de líquido reduzido antes de dormir nos horários diurnos, como de manhã e começo da tarde.

Cochile na hora certa

Aquela sonequinha depois do almoço é tão convidativa e prazerosa…

Sim, realmente é, mas tente ao máximo não cochilar depois das duas horas da tarde. Pois, assim, as horas de sono na parte da noite não serão atrapalhadas.

Então, por mais inofensivo que possa parecer o cochilo à tarde, prefira vencer esta vontade para melhorar a qualidade de seu sono.

Recomendações para razões emocionais

Se informe

A ansiedade é um dos fatores que mais agregam para a insônia na gravidez acontecer, isso ocorre porque a maioria das grávidas fica com muitas dúvidas, aumentando a ansiedade e o estresse por falta de conhecimento.

Por isso não deixe as dúvidas e preocupações tomarem sua cabeça. Se informe o máximo sobre:

 

Entre outras questões que, por mais que pareçam bobas, podem sim, causar ansiedade e estresse em você. 

Portanto, arrume um tempo para pesquisar, se informar e conversar com outras mulheres que já passaram por esta situação, troque experiências e dicas com elas!

Se organize

Que tal você comprar uma agenda, ou até mesmo pegar aquele caderninho sem uso em sua estante e começar a organizar o enxoval e o chá do bebê, e colocar as várias ideias que passam em sua cabeça?

Tudo isso ajudará a diminuir aquelas constantes preocupações que não deixam você ter as horas necessárias de sono, evitando, desta forma, a temida insônia na gravidez.

Dúvidas frequentes

É normal ter insônia na gravidez?

Sim, é super comum que grávidas, principalmente no período do terceiro trimestre, sofram com insônia na gestação.

Isso ocorre por conta das alterações hormonais que a gestante sofre, além das razões emocionais que citamos mais acima.

Ter insônia na gravidez faz mal para o bebê?

Ter insônia durante a gravidez não afeta diretamente o desenvolvimento do bebê em si, mas pode causar o nascimento prematuro, por conta da falta de descanso.

Este risco pode aumentar em até 40% de acordo com estudos recentes.

Quando devo começar a me preocupar com a insônia?

A ajuda de um profissional deve começar a partir do momento em que a insônia se torna um problema frequente e que nenhuma das soluções citadas acima conseguem resolver o problema.

Então, fique atenta se nada está solucionando sua falta de sono e procure um neurologista, pneumologista, otorrinolaringologista ou um psiquiatra para solucionar, se seu caso for mais grave.

Qual remédio grávida pode tomar para insônia?

O recomendado é que você não utilize medicamentos para combater a insônia na gravidez sem prescrição médica.

Então, se quer uma solução para esta falta de sono além das que te indicamos, prefira recorrer a chás naturais que vamos recomendar algumas receitas mais abaixo.

Quais são os melhores chás para combater a insônia na gravidez?

Para ajudar as grávidas contra o estresse e ansiedade, alguns chás são recomendados e indicados para acalmar os nervos à flor da pele, sendo eles:

  • chá de erva-cidreira: acalma e ajuda na digestão, diminuindo assim o desconforto na hora de dormir;
  • chá de erva-doce: além de ter efeito calmante diminui também o desconforto estomacal, ajuda na produção do leite materno e regula a pressão arterial;chá de camomila: recomendado para grávidas com distúrbios de sono, nervosismo, ansiedade e estresse, porém não é recomendado em casos de gravidez de risco.

 

É importante lembrar que o uso excessivo destes chás pode ocasionar em problemas futuros, então tome com moderação e de preferência com indicação médica.

Quais os chás que grávidas não podem tomar

Tome cuidado na hora de escolher o tipo de chá que vai ingerir durante a gestação, já que alguns chás possuem efeitos abortivos ou alterações que impactam negativamente sua gestação.

Então anote aí os chás proibidos para gestantes:

  • chá preto: por ser rico em cafeína e acidez;
  • chá de canela: possui efeito abortivo por conta de sua composição;
  • chá de salsa: também considerado abortivo;
  • chá verde: provoca alteração no metabolismo, prejudicando assim a gravidez;
  • chá de cravo-da-índia: abortivo e metabólico.

Considerações finais

Agora que você entendeu o que é, o que causa, ficou por dentro das recomendações e dicas de como evitar a insônia na gravidez, está na hora de tirar suas dúvidas aqui mesmo nos comentários!

Não se esqueça de compartilhar este artigo com alguma amiga que está passando pelo mesmo problema que você!

Curtiu? Aproveite e confira outros artigos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.