Os benefícios da música na gestação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

De uma coisa ninguém duvida: música faz bem para o corpo e para a alma. E os benefícios da música na gestação vão além.

A relação da música com a gestação e os benefícios que podem trazer ao feto tem sido objeto de várias pesquisas, sobretudo sobre a capacidade do bebê de reconhecer a música após o nascimento.

Estudos pré-natais mostram que, no início do segundo mês de gravidez, os olhos, nariz e orelhas de um feto são claramente visíveis e, a partir da 20ª semana, a audição do bebê começa a se desenvolver.

A audição é um dos primeiros sentidos que o bebê desenvolve.

Falar, acariciar a barriga e cantar são gestos percebidos pelo bebê ainda no útero. Esses momentos passam a sensação de tranqüilidade e segurança, e ajudam a estabelecer um vínculo ainda mais próximo com a mãe e o mundo que o cerca.

Segundo a fonoaudióloga Ornella Sabino, a voz da mãe é a primeira a ser conhecida e reconhecida após o nascimento, já que é o som mais próximo que acompanha o bebê desde o início da vida. Por isso, cante e converse muito com o filhotinho dentro da sua barriga.

É claro que a grande maioria dos sons que estimulam a via intrauterina são provenientes da própria mãe, como a sua pulsação cardíaca, a sua circulação periférica, os movimentos do estômago e do intestino e até a sua respiração e os seus passos.

Mas isso não significa que os sons externos não tenham influência na formação do bebê.

Ainda não é comprovado cientificamente, mas estudos realizados em vários locais do mundo têm apontado para uma relação entre a estimulação musical na gestação e o melhor desenvolvimento cognitivo e emocional do bebê após o seu nascimento.

Há quem diga que ele carrega uma memória auditiva de até 4 meses retrospectivos.

Os benefícios da música na gestação atingem não só o bebê, mas também a mãe. Gestantes que têm o costume de escutar música por pelo menos 30 minutos durante o dia conseguem melhorar sintomas de ansiedade, depressão, estresse, angústia, insônia e hipersensibilidade, muito comuns na gravidez.

Isso acontece porque a música tem o poder de influenciar física e mentalmente uma pessoa. Ela aumenta a secreção de hormônios relacionados ao bem-estar, promovendo o relaxamento e estimulando uma sensação de alegria.

Para tanto, o ideal é apostar em músicas que as façam bem e as deixem mais tranquilas. Nesse sentido, não adianta colocar música clássica só porque dizem que é bom. Se a gestante não gosta, a experiência deixa de ser prazerosa e relaxante, tornando-se entediante e chata.

Entretanto, o bom senso é sempre bem-vindo! Os estilos musicais mais indicados para o bebê são os que transmitem calma, como a música clássica, os sons de natureza — água e chuva, por exemplo —, cantigas de ninar e, até mesmo, músicas espirituais, utilizadas em sessões de relaxamento e em aulas de yoga.

Não são somente as músicas gravadas em estúdio que são boas alternativas para estimular o desenvolvimento cerebral do seu filho: as músicas cantadas também influenciam bastante a criança que está por vir.

Outro ponto importante, é que não há necessidade de aumentar demais o som da música achando que o bebê não escutará lá dentro da barriga. O líquido amniótico é um bom condutor de som. O som muito alto acaba estimulando demasiadamente o bebê e diminui o tempo de seu sono profundo, essencial para o desenvolvimento de seu sistema nervoso.

Seguindo esse mesmo raciocínio, não há necessidade de colocar fones de ouvido na barriga para que a criança escute a música. Essa prática, inclusive, não é recomendada, tendo em vista que a proximidade entre as caixas de som e a barriga pode fazer com que o volume da música fique muito alto, gerando uma hiperestimulação do bebê, que pode incomodá-lo.

Obs.: a imagem deste post é meramente ilustrativa. Como dito, não é indicado colocar fones de ouvida na barriga!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como funcionam os valores e prazos?

Não custa nada para criar o site do seu chá, você tem acesso a vários recursos. Apenas se você receber fraldas virtuais, haverá uma tarifa de 7,99% sobre os valores recebidos. Liberando todos os recursos iFraldas Premium, haverá um valor único de R$29,90. 

Você não paga nada quando começa a utilizar o iFraldas, os valores são descontados no resgate dos presentes. É muito mais comodidade e tranquilidade para você.

E as tarifas bancárias?

As tarifas bancárias incidem apenas nas fraldas virtuais recebidas. Caso o convidado efetue o pagamento por meio de cartão de crédito, incidirá também um desconto percentual de 3,99% sobre o valor do presente. É uma cobrança da Intermediadora de Pagamentos – Pagar.me. Segue um resuminho para não haver dúvidas sobre as tarifas:

Cartão de crédito Boleto
7,99% + 3,99% 7,99%

E os prazos?

Para resgatar os valores que recebidos dos presentes, temos um política de liberação que funciona de acordo com a tabela abaixo:

Cartão de crédito Boleto
Prazo para liberação 33 dias corridos Até 3 dias úteis
Prazo para transferência Até 3 dias úteis
Vários temas para o seu chá de bebê, chá rifa ou chá revelação

Temas

Nós preparamos com todo carinho vários temas para você compartilhar seu chá na internet.

São 9 temas para chá de bebê ou chá rifa, e 5 temas para chá revelação, assim você pode deixar o site do chá do seu jeitinho!

Faça um convite online para seu chá de bebê, chá de fraldas ou chá revelação

Convite online

Faça lindos convites com várias opções de tema e compartilhe com as pessoas que você ama pelo WhatsApp, Facebook, Instagram, e-mail… você escolhe!

Tarifas e prazos

Tarifas

No intuito de prestar o melhor serviço para nossos clientes com alta tecnologia e segurança, o iFraldas retém um percentual de 7,99% sobre o valor das fraldas virtuais recebidas.

Caso o convidado efetue o pagamento por meio de cartão de crédito, incidirá também um desconto percentual de 3,99% sobre o mesmo valor. É uma cobrança da Intermediadora de Pagamentos – Pagar.me.

Segue um resuminho para não haver dúvidas sobre as tarifas:

Cartão de crédito Boleto
7,99% + 3,99% 7,99%

Quando da solicitação do resgate, informamos que não é cobrada taxa para a transferência. No entanto, a partir do segundo resgate, caso ocorra, será cobrada a taxa de R$7,90 por transferência.

Prazos

A seguir nossa política de liberação e resgate dos créditos:

Cartão de crédito Boleto
Prazo para liberação 33 dias corridos Até 3 dias úteis
Prazo para transferência Até 3 dias úteis