Picos de Crescimento: Aprenda a identificar quando o seu bebê está crescendo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Vamos falar sobre picos de crescimento?

Você já acordou de manhã, olhou para o seu bebê e teve a sensação que ele cresceu durante a noite, como se tivesse ido dormir de um tamanho e acordado de outro?

Não, isso não é coisa da sua cabeça. São do picos de crescimento do bebê.

Essa percepção acontece porque o nosso crescimento, enquanto seres humanos, não ocorre de forma linear, como podemos imaginar.

O processo, na verdade, se dá de forma intervalada. Assim, o bebê cresce um pouquinho, depois para. Cresce outro pouquinho e para. E segue dessa forma até atingir a idade adulta.

Picos de Crescimento: O que são?

Então, os Picos de Crescimento são exatamente esses intervalos, quando o bebê parece que está literalmente “esticando” em um curto período de tempo.

Trata-se de um crescimento físico comum durante todo o ciclo de desenvolvimento da criança até a adolescência.

Porém, nos dois primeiros anos de vida, conseguimos observar tais picos com maior facilidade, pois esse crescimento é bem explícito. Nessa época os bebês crescem em ritmo muito acelerado.

Principais Características

Assim como os saltos de desenvolvimento, os picos de crescimento possuem algumas características comuns que fazem com que eles se tornem mais perceptíveis aos pais. Vamos conhecê-las?

  • Alimentação: O bebês costumam sentir muita fome nos dias que antecedem um pico. Você irá observar que o seu bebê mudará o padrão de alimentação, desejando mamar ou comendo uma quantidade maior do que o costume e com muita voracidade. Se perceber uma fome de leão no seu bebezinho, já pode ficar alerta. Tem pico de crescimento se aproximando.
  • Sono: Diferente dos saltos de desenvolvimento, onde o sono fica muito interrompido e os bebês mais agitados, durante os picos, o comportamento relativo ao sono segue no caminho oposto. Isso significa que os bebês acabam dormindo em intervalos maiores, tendo sonos mais profundos. Mas, alguns bebês podem também acordar mais vezes durante os picos. Isso acontece porque, como o seu bebê precisa aumentar o consumo de calorias para crescer, ele pode estar acordando para comer.
  • Comportamento: às vezes, durante os picos, os bebês podem se mostrar mais irritados e quererem mais colo. Mas, tais mudanças são bem mais sutis que durante os saltos de desenvolvimento, por exemplo, e, em muitos casos, você acaba nem percebendo nenhuma alteração.

Picos de Crescimento: Quando acontecem?

Os principais picos de crescimento durante o primeiro ano de vida são os seguintes:

  • entre 7 e 10 dias
  • entre 2 e 3 semanas
  • entre 4 e 6 semanas
  • 3 meses
  • 4 meses
  • 6 meses
  • 9 meses

Mas, nunca é demais repetir, cada bebê é único e essas datas nada mais são do que referenciais baseados em uma padronização, mas que podem variar um pouco de criança para criança.

É por esse motivo que o pediatra, durante as visitas mensais, vai acompanhando o desenvolvimento do bebê e os seus padrões de crescimento.

Para isso, ele usa como parâmetro a Curva de Percentil, ou seja, um padrão internacional desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que considera três indicadores principais:

  • peso
  • altura
  • perímetro cefálico

A curva apresenta cinco intervalos de medidas, ou percentis,  (3, 15, 50, 85 e 97) baseados nesses três indicadores, que também variam entre meninas e meninos.

Desta forma, cada bebê, a partir dos seus próprios padrões de desenvolvimento, vai se encaixar em uma dessas cinco curvas. E, é importante dizer, todas elas são absolutamente normais.

Gráfico mostrando a curva de crescimento
Exemplo de Curva de Crescimento Relativa à Altura de Meninos (0 a 5) da Sociedade Brasileira de Pediatria

Exemplo de Curva de Crescimento Relativa à Altura de Meninos (0 a 5) da Socidade Brasileira de Pediatria

Então, o desenvolvimento desse bebê vai sendo acompanhado a partir da curva específica em que ele se encontra.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os picos de crescimento? E com você e o seu bebê? Comenta aqui embaixo como tem sido a sua experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tarifas e prazos

Tarifas

No intuito de prestar o melhor serviço para nossos clientes com alta tecnologia e segurança, o iFraldas retém um percentual de 7,99% sobre o valor das fraldas virtuais recebidas. Além disso, se o seu convidado efetuar o pagamento por meio de cartão de crédito, o Pagar.me (intermediadora de pagamento) cobra um percentual de 3,99%, ou, no caso de boleto bancário o valor de R$ 3,80 por boleto pago.

Quando da solicitação do resgate, informamos que não é cobrada taxa para a transferência. No entanto, a partir do segundo resgate, caso ocorra, será cobrada a taxa de 7,90 reais por transferência.

Prazos

O prazo para resgate das transações realizadas por boleto bancário é de 3 dias úteis. O prazo para resgate no caso de transações realizadas por meio de cartão de crédito é de 33 dias corridos. Em ambos os casos, o prazo para o iFraldas realizar a transferência dos valores é de 3 dias úteis, a partir da data de solicitação.