700 horas de sono dos pais são perdidas no primeiro ano do bebê

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Todo mundo sabe que o sono dos pais de recém-nascido não é o melhor do mundo. Nos primeiros meses da vida de um bebê, ver os pais com olheiras, cansados e com tarefas domésticas inacabadas é uma cena bastante frequente.

De acordo com os estudos realizados pelo Instituto Europeu de Qualidade do Sono, 700 horas de sono dos pais são perdidas nos primeiros 12 meses de vida de seu filho.

Parece contraditório pensar que os pais perdem horas de sono quando, ao mesmo tempo, sabe-se que bebês com menos de 6 meses dormem entre 16 e 20 horas por dia. A explicação reside no fato de que eles não dormem de forma contínua, mas sim despertam depois de algumas horas para se alimentar.

Isso, logicamente, faz com que a mãe tenha que acordar para amamentar o bebê. Em geral, faz com que o pai também acorde com frequência. No entanto, estudos afirmam que as mulheres perdem ainda mais minutos de descanso que os pais nos primeiros meses da vida do bebê, já que elas são as responsáveis por alimentar o bebê.

Em pesquisa realizada, metade das mães disseram que conseguiram dormir, no máximo, 2 horas seguidas nos primeiros meses do bebê.

Tanta privação de sono pode trazer consequências para a saúde da mãe. Além de deixá-la mais ansiosa e com variações de humor, o cansaço faz com que o corpo fique mais suscetível a doenças.

Então vamos as dicas para melhorar o sono dos pais!

Durma quando o bebê dormir

700 horas de sono dos pais são perdidas no primeiro ano do bebê

Aproveite para descansar, e não para retornar ligações, lavar a louça, arrumar a casa…

Programe-se!

Organize a despensa, os cardápios poucos dias antes de o bebê nascer. Se tiver empregada, converse com ela para que faça as tarefas da forma como deseja.

Envolva o pai na rotina do bebê

Ele deve também participar dos cuidados com o bebê, como dar banho, fazer arrotar, buscá-lo no berço para amamentá-lo, trocá-lo e etc. . Só com apoio você vai se sentir segura e poderá descansar.

Não tenha vergonha de pedir ajuda

Se estiver cansada, peça ajuda! Pode ser da sua mãe, da sogra, de algum outro parente e dos amigos. Muitas vezes, as pessoas não se oferecem porque não querem atrapalhar.

Alimente-se bem

Para que você se sinta bem e com energia, é muito importante beber bastante líquido, fazer refeições leves e balanceadas.

Respeite a noite

Seu bebê vai acordar várias vezes durante a noite para mamar, é inevitável. Para que o dorme-acorda não seja tão estressante, o ideal é que você amamente com luz fraca e não ligue aparelhos eletrônicos. Assim, é mais fácil para vocês dois voltarem a dormir.

Se você gostou deste artigo, veja muito outros em nosso Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tarifas e prazos

Tarifas

No intuito de prestar o melhor serviço para nossos clientes com alta tecnologia e segurança, o iFraldas retém um percentual de 7,99% sobre o valor das fraldas virtuais recebidas. Além disso, se o seu convidado efetuar o pagamento por meio de cartão de crédito, o Pagar.me (intermediadora de pagamento) cobra um percentual de 3,99%, ou, no caso de boleto bancário o valor de R$ 3,80 por boleto pago.

Quando da solicitação do resgate, informamos que não é cobrada taxa para a transferência. No entanto, a partir do segundo resgate, caso ocorra, será cobrada a taxa de 7,90 reais por transferência.

Prazos

O prazo para resgate das transações realizadas por boleto bancário é de 3 dias úteis. O prazo para resgate no caso de transações realizadas por meio de cartão de crédito é de 33 dias corridos. Em ambos os casos, o prazo para o iFraldas realizar a transferência dos valores é de 3 dias úteis, a partir da data de solicitação.