Grávida pode? Alimentação vegana ou vegetariana

Tabela de conteúdo

Alimentação vegana ou vegetariana: será que grávida pode? A alimentação durante a gestação é algo de grande importância. Afinal de contas, muitos dos nutrientes que a mãe ingere vão para o bebê por meio do cordão umbilical. E essa é uma questão que pode gerar muita dúvida nesse momento.

Normalmente, quem opta por esse estilo de vida se preocupa muito com os animais e ter que voltar aos velhos hábitos por causa do bebê parece algo absurdo.

Pois, saiba que grávida pode sim, seguir uma dieta vegana ou vegetariana, desde que orientadas por um nutricionista.

Saiba mais sobre o assunto no conteúdo abaixo e entenda com maiores detalhes!

Qual a diferença entre vegetarianismo e veganismo?

Primeiro, vamos entender as diferenças entre esses dois termos e estilos de vida que muitas pessoas confundem.

O vegetarianismo é a prática de não comer carne, mas outros derivados de animais são permitidos como ovo, derivados do leite como manteiga e queijo e assim por diante. Inclusive, usa roupas feitas de animais também.

Já o veganismo é algo mais restrito, pois não come ou usa qualquer coisa de origem animal. Por exemplo, não usam bolsa de couro ou não comem nenhum alimento que seja derivado do leite de vaca, já que tem origem animal.

Há riscos de uma dieta vegana ou vegetariana na gestação?

Só há riscos se a dieta não for devidamente balanceada e adaptada ao momento por um profissional, ou seja, por um nutricionista que, de preferência, deve ser especializado no assunto.

Caso isso não seja feito, há risco tanto para a gestante quanto para o bebê já que diversos nutrientes entram em deficiência como a vitamina B12. Por exemplo, uma baixa desse nutriente no organismo materno pode levar a uma anemia. A partir disso, outros problemas podem aparecer como abortos espontâneos, pré-eclâmpsia, parto prematuro e outros.

Para o bebê, uma série de falhas no desenvolvimento pode acontecer. Por exemplo:

  • problemas para fechar o tubo neural;
  • nanismo intrauterino;
  • atraso no desenvolvimento neuropsicomotor;
  • anencefalia.

Diante de tantos riscos, ir a um profissional de saúde para orientar a sua dieta de acordo com a fase da gestação é essencial.

Veganismo e vegetarianismo na gestação: Por que os nutrientes são importantes?

Alguns nutrientes são melhor absorvidos pelo nosso corpo quando vindos de origem animal, como a vitamina B12 e o ferro. Mas também podem ser encontrados na forma de suplementos. Entenda a importância de cada um:

Ferro

O ferro é um nutriente essencial, pois é por meio dele que o oxigênio é levado para as diversas partes do corpo e a deficiência pode causar anemia. Isso prejudica não só a mãe, mas também o bebê.

Para as veganas, os vegetais com tons de verde mais escuros, como a couve, são uma ótima fonte de ferro. Para quem é vegetariana, pode apostar no leite e derivados também.

Ácido fólico

Esse é um nutriente muito famoso e já relacionado com a gestação. O ácido fólico nada mais é do que a vitamina B9 e é essencial para garantir o fechamento do tubo neural do bebê adequadamente. Leguminosas como soja e feijão, além de vegetais como couve e brócolis são ótimas fontes.

Proteína

Quando falamos de proteína, logo pensamos em carnes. Mas existem ótimas fontes de proteína no mundo vegetal sem qualquer relação com fonte animal. Por exemplo, soja e amendoim são ótimas fontes desse nutriente.

Cálcio

O leite é uma ótima fonte de cálcio e pode ser muito útil para as vegetarianas, mas para as veganas não é uma opção. E isso não é um problema, pois existem outras excelentes fontes desse nutriente entre os vegetais: sementes (como de girassol e gergelim), repolho, brócolis e outros.

Como manter a dieta vegana ou vegetariana na gestação?

Ter a orientação de um nutricionista especializado é fundamental nesse momento, pois vai facilitar seu dia a dia. Comece a seguir perfis no Instagram de receitas veganas e vegetarianas para ter mais opções de alimentos para consumir. Tente se organizar ao máximo durante esse processo e no fim das contas, tudo sairá do jeito que você quer.

Compartilhe este conteúdo nas redes sociais e ajude outras mães que também estão com essa dúvida!

Gostou? Que tal ler mais contéudos como esse:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O seu chá de bebê começa aqui

Faça sua lista de presentes e receba tudo em dinheiro.

ahh, montar sua lista é grátis ☺️