Sintomas de gravidez: o guia definitivo

Tabela de conteúdo

Os sintomas de gravidez somente começam a se manifestar após 1 mês de gestação. Porém, isso pode variar de mulher para mulher. Algumas começam a sentir as primeiras reações logo na 3ª semana, enquanto outras só sentem os sinais depois da 4ª semana. 

Os indícios só iniciam após o embrião implantar-se no útero. Isso ocorre semanas depois da fertilização. Aí sim, a futura mamãe começa a sentir que algo mudou. E quando isso acontece, logo vêm as dúvidas.

Será que o que sinto é normal? Como saber se estes são realmente sintomas de gravidez? São perguntas comuns, principalmente quando a gestante é de primeira viagem. Por isso, trazemos neste post alguns indícios importantes do início da gestação.

Quando os sintomas da gestação aparecem

Os sintomas iniciais que revelam uma gravidez só começam a se expressar quando o embrião fixa-se no útero. E isso, diferente do que se pode pensar, só ocorre depois de algumas semanas da relação sexual que deu origem à fecundação.

Desse momento em diante, a mulher começa a perceber que algo está mudando em seu corpo. As alterações que a farão se tornar mãe passam a se manifestar. São os sintomas da gravidez, provocados pela explosão hormonal que permeia a gestação.

Quais os sintomas de gravidez?

Os sintomas de gravidez variam muito de mulher para mulher, conforme já informado. Por isso, não há um padrão. Enquanto algumas mulheres notam a gestação pelo atraso menstrual, outras podem perceber pelos enjoos

Existem até mesmo sinais que passam despercebidos. Por exemplo, um sangramento vaginal, que acontece no momento em que o embrião se implanta na parede do útero. Este processo é chamado de nidação. A partir dele é que o mal estar característico da gestação começa, dando vez aos sintomas de gravidez. Veja quais são:

Pequeno Sangramento

Entre a 3ª e 4ª semana de gestação, um pequeno sangramento vaginal pode ocorrer. É quando se dá a nidação, ou seja, quando o óvulo fertilizado se implanta no endométrio, que reveste o útero

Este é um dos primeiros indícios do estado. No entanto, apenas 3% das mulheres percebem este sinal. Ele não é frequente, ou seja, não acontece com a maior parte das mulheres.

Como acontece a nidação?

Após a relação sexual o óvulo é fecundado. A seguir, o óvulo se torna um zigoto e segue pela trompa uterina até chegar ao útero. Depois ele se fixa no endométrio, parede que reveste o útero. É esta fixação que pode originar um sangramento, que pode ter duração de três dias. 

Este episódio traz consigo cólicas abdominais, bem parecidas com as cólicas menstruais. É por isso, que muitas mulheres acham tratar-se de uma menstruação falhada, ignorando este sinal primeiro de gravidez.

Menstruação atrasada

Ao chegar à 4ª semana nota-se o atraso menstrual. Este é um sintoma que acontece em 100 por cento das mulheres. É, na verdade, quase sempre o primeiro sintoma para a maioria das mulheres. É neste estágio que ocorre a busca pelos testes de gravidez. 

Nesta fase, muitas dúvidas surgem. Se você estiver grávida, a menstruação não acontecerá. Grávidas não menstruam. É assim porque com o óvulo fertilizado, os níveis hormonais se elevam e o endométrio não descama. Ao contrário do que acontece na menstruação, o endométrio se mantém intacto e espesso, pronto a receber o óvulo fecundado.

Outra dúvida comum é se todo atraso menstrual significa gravidez. A resposta é não. O atraso da menstruação nem sempre quer dizer que a mulher está grávida. Existem muitas outras causas que impedem o fluxo menstrual. Por exemplo: estresse, cansaço, ansiedade, problemas no útero, etc. 

Daí a importância do teste de gravidez para certificar o estado. Após um ou dois dias de atraso menstrual já é possível detectar a gravidez. Para isso, existem os exames laboratoriais e os testes de farmácia. Ambos são muito eficazes.

Dores abdominais

As cólicas abdominais também são um sintoma comum nas gestantes. Elas surgem lá pela 4ª ou 5ª semana. Podem se manifestar como um mal estar ou incômodo na parte debaixo do abdome. 

Muitas mulheres relatam uma sensação de inchaço, semelhante ao desconforto do período pré-menstrual. Este desconforto é, muitas vezes, interpretado como cólica que anuncia a menstruação. 

As cólicas abdominais não são sinais que surgem apenas nas primeiras semanas de gravidez. Elas podem ocorrer durante os primeiros 3 meses, assim como podem acontecer nos trimestres posteriores. No primeiro trimestre, este desconforto abdominal é resultado da expansão do útero. Outra causa são as mudanças hormonais.

Mamas doloridas

Este é um sintoma de gravidez muito frequente, que acontece lá pela 5ª semana. As mamas ficam hipersensíveis e os mamilos mal podem ser tocados. O incômodo dolorido é bastante comum, um dos indícios que costumam ocorrer com a maior parte das gestantes.

Seios inchados

Outro sintoma de gravidez que provavelmente você vai sentir, se estiver grávida são os seios aumentados. Estes estão sendo preparados para amamentar. O provável aumento se deve aos hormônios que agem no sentido de estimular as glândulas mamárias

Outra mudança nos seios é o surgimento de aréolas mais escuras. Isso acontece devido ao aumento de fluxo sanguíneo na área. 

Também é normal aparecerem pequenas bolinhas nas aréolas. Caso aconteça, não se preocupe. Estes pequeninos nódulos são os tubérculos de Montgomery. Eles são responsáveis pela lubrificação das aréolas e dos mamilos.

Náuseas e vômitos

Estes são os sintomas mais populares da gravidez. Eles aparecem lá pela 5ª semana de gestação. Poucas gestantes não sentem enjoos, mesmo que uma vez ou outra. 

A maioria sofre este mal apenas durante o primeiro trimestre. Porém, há as que sofrem com náuseas e vômitos durante tempo maior.

Quando os enjoos são muito frequentes, impedindo que a grávida se alimente corretamente, é preciso recorrer à ajuda médica. Estes casos mais sérios são chamados hiperemese gravídica.

Excesso de salivação — Sialorreia ou Ptialismo

A sialorreia costuma aparecer com as náuseas. Uma pode ser consequência da outra. Os enjoos podem aumentar com a salivação e vice-versa.

Cansaço e muito sono

O cansaço é sentido pela maior parte das gestantes. Muitas mulheres sentem-se dentro de um redemoinho de cansaço, com atividades que se tornam exaustivas.

O sono excessivo também é ocorrência frequente, assim como o cansaço, que acontece em decorrência de alterações hormonais. Um hormônio em especial provoca mais sono e exaustão: trata-se da progesterona, que mexe diretamente com alguns sistemas como o sistema nervoso, o respiratório e o cardiovascular. 

Este cansaço é característico dos primeiros 3 meses, mas ele costuma reaparecer ao final da gravidez, quando o peso do neném aumenta.

Urinar com mais frequência

Fazer xixi a todo momento é algo típico de mulheres grávidas. Após as 5 primeiras semanas a micção aumenta sua frequência. O problema aqui é somente quando surge algum tipo de infecção urinária. Portanto, se você notar diferença na cor da urina ou perceber ardência ao urinar, busque logo ajuda médica.

Alterações no paladar e olfato

Muitas grávidas percebem uma alteração no paladar e no olfato. O doce é mais doce e a acidez de certos alimentos pode parecer excessiva. Sendo assim, muitas deixam de degustar alimentos, que antes lhes pareciam saborosos.

Além disso, os cheiros mais fortes podem contribuir para aumentar os enjoos. O olfato fica mais sensível e certos cheiros tornam-se insuportáveis. Perfumes, cheiro de alho, de café ou outros odores mais fortes podem ser motivos de mal estar.

Tonturas

As tonturas também são muito comuns. Grande parte das gestantes reclama senti-las. A causa é hormonal, já que os hormônios provocam muitas alterações no corpo da mulher

Podem acontecer problemas como: queda de pressão, baixa de glicose, anemia ou elevação repentina da frequência respiratória. Estas condições provocam tonturas. Outra causa comum das vertigens é a alimentação deficiente, que muitas gestantes têm, devido aos enjoos.

Mau humor, ansiedade e estresse

As grávidas têm uma tendência às alterações de humor e estresse. Depois das 6 primeiras semanas o bom humor pode desparecer. Em seu lugar surge a ansiedade, o choro sem motivo, a todo momento, a irritação sem causa, etc. Estes são sintomas que afetam comumente as gestantes. 

Muitas vezes o estresse e a ansiedade acabam levando às dores de cabeça. Este, no entanto, não é um sintoma comum, mas pode ocorrer. 

Estes são sintomas da gravidez que ocorrem com mais frequência. A grande maioria das gestantes sente um ou outro.

Os sintomas de gravidez são sempre os mesmos para todas as mulheres?

A resposta para esta pergunta é: Não! Estes indícios não são regra, nem padronizam a chegada da gravidez. Eles se diferenciam em cada mulher

São sinais que variam até mesmo em gestações da mesma mulher, afinal, a segunda ou terceira gravidez nem sempre são iguais à primeira. Mesmo que a gestante tenha os mesmos sintomas, estes podem diferir em intensidade, regularidade e tempo de duração.

Portanto, se você sentir algum destes sintomas de gravidez, corra para fazer o teste e confirmar logo seu estado!

A importância dos testes de gravidez para esclarecer

É claro que os indícios ou sintomas de gravidez são relevantes. No entanto, nenhum sintoma é mais decisivo e determinante do que o teste de gravidez

Portanto, o teste é o meio mais assertivo de saber se você está ou não grávida. Desse modo, logo que sentir algum dos sinais citados acima, esclareça a situação fazendo um teste de gravidez.

Você tem a seu dispor os testes de farmácia de diferentes marcas. Eles são eficientes e conseguem revelar a gravidez. Outro método infalível é a análise laboratorial, por exame de sangue ou urina.

Sintomas gravidez: Faça um teste de gravidez!
Créditos da Imagem: Freepik.

Sobre os primeiros cuidados que a grávida precisa tomar após a descoberta

Quais são os primeiros cuidados que uma gestante deve tomar assim que descobre a gravidez? A primeira coisa a fazer é iniciar o pré-natal. Esta atitude pode assegurar saúde, segurança e apoio para a mãe e seu bebê. Mas também pode ser e a solução para as dúvidas.

No pré-natal um médico obstetra ou ginecologista vai acompanhar todo o processo, orientará e indicará o melhor para a mãe e o neném. É este profissional que encaminha para os exames necessários na gestação. Estes também fazem parte dos primeiros cuidados que uma grávida deve tomar. 

Outra providência importante, é a ultrassonografia. Esta pode ser realizada entre a 6ª e a 8ª semana. Neste primeiro ultrassom o embrião é visualizado. Também são detectados os batimentos cardíacos e a idade gestacional pode ser confirmada

Este exame também ajuda em outros aspectos. Através dele pode-se estimar a data provável do parto, constatar a gravidez uterina e descartar a gravidez ectópica (fora do útero), e ver se é um embrião único ou gestação gemelar.

Cuidar da alimentação é um cuidado essencial

Desde o início, assim que os sintomas de gravidez aparecem e a gestação é revelada, é preciso alimentação saudável e equilibrada. Frutas, legumes, verduras, gorduras boas e carboidratos precisam estar presentes no prato da futura mamãe. 

Mas, saiba que comer saudável nada tem a ver com comer demais. A alimentação deve ser balanceada, ou seja, deve conter todos os nutrientes, porém em quantidade equilibrada. 

Sua preferência deve apontar para carboidratos integrais, carnes magras, alimentos proteicos, peixes, etc. É bom evitar cafeína, e açúcar refinado em excesso. Quanto às bebidas alcoólicas, o melhor é reduzir o consumo ou eliminá-las.

O descanso é muito importante

Você vai se sentir exausta, muitas vezes. Mas, não lute contra sua resistência. Desde o comecinho, o descanso é importante. Procure descansar o máximo que puder. Evite tarefas pesadas e descarte as atividades desnecessárias. 

Fique atenta!

Logo que surgirem os sintomas de gravidez, confirme com um teste. Tendo certeza, cuide-se. Observe aqui neste post quais os principais sintomas de gravidez e veja quais deles você sente. E se achar úteis as informações, compartilhe.

Leia outros conteúdos que podem te ajudar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O seu chá de bebê começa aqui

Faça sua lista de presentes e receba tudo em dinheiro.

ahh, montar sua lista é grátis ☺️