Meditação na gravidez: por que e como meditar durante a gestação?

Tabela de conteúdo

Se você já passou por uma gravidez ou está passando neste momento, deve saber que os hormônios e sentimentos mudam de maneira intensa durante esse período – o que é completamente normal. Contudo, algumas mamães sofrem com estresse e ansiedade, tornando a gestação mais difícil.

A meditação na gravidez é uma forma de manter as emoções mais estáveis e leves, além de fazer bem para o psicológico da mulher, e uma maneira de aumentar a conexão com o bebê.

Quer saber mais sobre essa prática e como realizá-la durante a gestação? Continue lendo!

Por que as grávidas ficam estressadas?

Com as mudanças no corpo, alterações hormonais, preocupação com a gravidez e o parto, e uma nova fase da vida começando, o estresse durante a gestação não é incomum. Então, se você tem se sentido um pouco frustrada, saiba que isso é completamente comum.

Geralmente, o estresse e ansiedade são causados por três tipos de situações: acontecimentos vitais, eventos diários ou situações de tensão crônica. Em meio ao período de gravidez, esse nível de estresse pode ser elevado.

Perigos de passar estresse na gravidez

Apesar de ser normal ter os sentimentos mais à flor da pele durante esse momento, passar estresse ou ansiedade demais pode ser perigoso para a mãe e para o bebê.

Alguns estudos publicados pela revista de medicina JAMA Open Network apontam que uma mulher que passa muito estresse durante a gravidez pode acabar afetando o desenvolvimento do cérebro do bebê que ainda está na barriga.

Por exemplo, bebês com mães que passaram por altos níveis de ansiedade na gravidez são prováveis a terem conexões mais fracas entre duas áreas do cérebro que estão envolvidas em funções cognitivas mais eficientes.

Em outras palavras, mulheres que não conseguem controlar o estresse e ansiedade durante a gestação podem acabar impactando o desenvolvimento e saúde do bebê.

O que é meditação?

A meditação é uma forma de medicina complementar que vem sendo praticada por milhares de anos como forma de limpar a mente, tranquilizar o corpo e se conectar com si mesma. O objetivo dessa prática é ajudar a encontrar a paz interior, reduzindo estresse, ansiedade e até mesmo depressão.

Você pode praticar a meditação tirando parte do seu dia para sentar-se em um ambiente confortável e silencioso, respirando profundamente e tentando desocupar a mente. Pode utilizar também alguns aplicativos ou vídeos no YouTube como meditação guiada, caso tenha dificuldade de realizar a prática sozinha.

É interessante, também, enquanto estiver relaxando o corpo e respirando profundamente, repetir um mantra (uma frase positiva) em seus pensamentos, como “escolho ver o melhor em tudo”.

meditacao na gravidez gestante blog ifraldas
Créditos da Imagem: Pinterest.

Os benefícios da meditação na gravidez

Meditar regularmente pode trazer benefícios para a saúde do corpo e mental. Durante a gestação, essa prática pode ser uma ótima alternativa para aliviar a tensão e reduzir o estresse e a ansiedade. Além disso, a meditação na gravidez também tem outras vantagens, como:

Ajuda na saúde do bebê

Uma mãe tranquila significa um bebê saudável. Isso porque os hormônios de estresse da mulher podem passar pela barreira da placenta e, em casos de níveis altos de estresse, o bebê pode se prejudicar.

Além disso, a meditação na gravidez pode ajudar no bom desenvolvimento do sistema nervoso do bebê ainda na barriga. Com níveis regulares e controlados de estresse, a criança tem menos chances de desenvolver problemas como depressão, déficit de atenção ou autismo.

Assim, é importante meditar na gravidez não só para tranquilizar o lado emocional da mãe, como também para certificar que o bebê nascerá saudável.

Melhora a conexão entre mamãe e bebê

A meditação na gravidez também é uma ótima maneira de melhorar a conexão da mãe com o bebê, uma vez que a mulher encontra tempo para se unir ao corpo e o bebê, sem problemas em mente.

Ajuda a mãe a dormir melhor

Insônia e náusea são sintomas comuns da gestação e podem atrapalhar o sono da mãe – que consequentemente ficará mais estressada pela falta de descanso.

Com a meditação, a pressão arterial é regulada, ajudando a melhorar e estabilizar os batimentos cardíacos e respiração, permitindo o organismo a relaxar e a mamãe a dormir melhor.

Alivia a ansiedade

Com a respiração e os batimentos cardíacos regulados, não só a mulher consegue dormir melhor, como ela também fica mais calma, diminuindo a ansiedade e estresse durante a gestação.

Um estudo feito pela Universidade Federal de São Paulo apontou que mulheres que não praticam meditação durante a gravidez tendem a ficar mais preocupadas e ansiosas, além de ter maior tensão muscular.

Conecta-se melhor com o corpo

É importante lembrar que o período de gestação é um momento difícil para muitas mães, que passam por diversas mudanças, principalmente hormonais e físicas, o que pode acarretar baixa autoestima.

A meditação na gravidez é uma forma de manter o contato com o corpo todo e enxergar a estrutura física não só por sua beleza, mas como um sistema que permite você a realizar as mais diversas práticas e atividades.

Estimula o sistema imunológico

Alterações hormonais são muito comuns na gravidez – e você já deve ter percebido isso, não é? Acontece que meditar ajuda a reduzir a quantidade do hormônio responsável pelo estresse, o cortisol, fortalecendo o sistema imunológico da mãe e, consequentemente, diminuindo as chances da gestante desenvolver alguma doença que possa afetar ela ou o próprio bebê.

Como praticar meditação na gravidez?

Praticar meditação na gravidez não é nada difícil, mas deve ser feita de maneira regular, pelo menos alguns minutos todos os dias. Siga esse passo a passo rápido para praticar:

Escolha um lugar tranquilo

O primeiro passo para meditar é escolher um lugar tranquilo e silencioso. Pode ser um canto da sua casa que tenha menos ruído. Você pode também personalizar o ambiente colocando uma música calma, acendendo um incenso ou vela para ajudar a acalmar.

Sente, feche os olhos e preste atenção na respiração

Uma vez que você já escolheu o ambiente perfeito para meditar, sente-se no chão ou em cima de uma almofada, feche os olhos e tente se concentrar totalmente na sua respiração.

Pense no ar entrando e saindo do seu corpo, o movimento do tórax e da barriga. Tente respirar profundamente e com calma, segurando o ar por alguns momentos.

Quanto mais você conseguir se concentrar na sua respiração, mais os pensamentos negativos irão embora.

Permita o corpo a relaxar

Depois de algum tempo, você começará a sentir o seu corpo inteiro relaxar, quase como se não houvesse pressão da gravidade em você.

Desocupe a mente

Deixe os pensamentos passarem. Pense em um céu azul, com poucas nuvens passando na sua frente. Está sol e você está feliz, não está pensando em problemas.

Procure manter o foco neste cenário e mantenha a respiração constante. Se for ajudar, coloque um vídeo de meditação guiada, como este:

Finalize respirando fundo

Para finalizar, respire profundamente e com calma, abra os olhos e mexa o corpo levemente. Na hora de levantar, faça isso bem devagar, sem pressas para não quebrar o estado de calma.

Conselhos para praticar a meditação na gravidez

Se você se interessou pela meditação na gravidez e quer começar quanto antes, leia essas dicas para praticar da melhor maneira possível:

  • Como a ideia é ficar parada por alguns minutos durante a meditação, encontre uma posição que seja confortável para você;
  • Desligue ou desconecte o seu celular e computador para não te despertarem durante a prática. O ideal é ficar completamente desligada do mundo;
  • Tente praticar a meditação na mesma hora todos os dias. Isso estabelece uma rotina;
  • Certifique que o lugar onde você está praticando é tranquilo, bem ventilado e em uma temperatura agradável, pois, todos esses fatores influenciam no relaxamento;
  • Seja paciente quando estiver começando. Novas práticas levam tempo para se tornar hábitos e, aos poucos, você conseguirá ficar mais relaxada e dedicar mais tempo focando apenas em você e no seu corpo;
  • Tente não pensar em nada, porque isso atrapalha a meditação. O ideal é que a sua mente aos poucos se esvazie de pensamentos;
  • Se você estiver tendo dificuldades, não desista! Procure um tutor ou uma amiga para praticar com você;
  • Evite meditar após comer muito ou ingerir alimentos muito pesados, uma vez que pode ser mais difícil de se concentrar e se sentir confortável.
meditacao na gravidez beneficios blog ifraldas
Créditos da Imagem: Freepik.

Devo continuar a praticar a meditação depois do parto?

A prática da meditação deve continuar! A verdade é que essa prática é muito benéfica para inúmeros momentos da sua vida, inclusive no pós-parto.

Quando o bebê nasce, as mamães tendem a sentir emoções intensas com essa fase de descobertas. Por isso, trabalhar a tranquilidade, respiração e conexão com o corpo é uma ótima forma de manter a calma e reduzir os níveis de estresse.

Alguns médicos também apontam que a prática de meditação depois do nascimento do bebê também pode ajudar a evitar depressão pós-parto, entre outros problemas de saúde.

Pratique com o recém-nascido

Uma ótima ideia para praticar meditação depois do parto é meditar com o bebê!

Quando ainda bebês, os filhos tendem a funcionar como um espelho da mãe, ou seja, imitam os sentimentos e ações dela. Dessa forma, se a mãe constantemente praticar o controle das emoções e sentimentos, o bebê tentará replicar isso, se tornando mais calmo.

Ajuda na amamentação

Muitas mamães passam dificuldades na hora de amamentar. A meditação ajuda essas mulheres a se tornarem mais pacientes e persistentes na hora de amamentar, assim como reduzindo o estresse e proporcionando o bem-estar, o que pode ajudar o aleitamento.

meditacao na gravidez no pos parto blog ifraldas
Créditos da Imagem: Freepik.

Outras maneiras de relaxar durante a gravidez

A meditação na gravidez é apenas uma das maneiras de se manter tranquila e calma durante esse período. Existem outras formas de trabalhar o controle de sentimentos durante a gestação, como:

Pratique yoga

Um estudo realizado pelo Journal of Obstetric, Gynecologic & Neonatal Nursing Trusted Source apontou que mulheres que começam a praticar yoga e meditação nas primeiras semanas de gravidez reduzem o estresse e a ansiedade.

Quer saber mais sobre como praticar yoga na gravidez e os seus principais benefícios? Confira o nosso guia completo!

Arranje um hobby

Para muitas mulheres é difícil tomar um tempo só para ela durante a gravidez. Por isso, encontrar alguma atividade que você goste e que possa fazer durante a gestação é uma forma de manter-se conectada consigo mesma e reduzir os níveis de estresse e ansiedade.

Dicas e curiosidades sobre gestação, pós-parto, chá de bebê ou chá revelação? Leia nosso blog:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O seu chá de bebê começa aqui

Faça sua lista de presentes e receba tudo em dinheiro.

ahh, montar sua lista é grátis ☺️