O que levar para a maternidade?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A gravidez muda a vida da gente, não é? São semanas e mais semanas fazendo exames, preparando o enxoval, decorando o quarto, planejando o chá de fraldas, e depois de tanto trabalho, chega o momento de partir para a maternidade para dar à luz ao seu bebê e, finalmente, conhecer seu rostinho. É uma experiência única, cheia de amor e ansiedade.

E aí surgem as dúvidas: o que devo levar na mala da maternidade?

É recomendável deixar as malas prontas a partir de 32 semanas de gestação, 2 meses antes do parto. É melhor ser prevenida, mesmo que tenha que deixá-las no cantinho do quarto por semanas. Você terá tempo para providenciar o que falta e evitará surpresas desagradáveis.

E atenção! As grávidas costumam se preocupar muito com a mala do bebê e muitas vezes não dão a devida importância à mala delas.

Sendo assim, para ajudar as mamães a deixar tudo prontinho para a chegada do seu filhotinho, preparamos uma lista com itens essenciais para saber exatamente o que levar na mala de maternidade.

É importante ter em mente que a mala não precisa ser grande, mas funcional. Você pode organizá-la de duas formas: colocando suas roupas junto com as do bebê e fazendo uma mala à parte para seu parceiro, ou usando uma mala separada para o bebê e outra para você e seu parceiro (sugerimos a segunda opção!).

Agora vamos à organização do que levar para a maternidade.

 

Mala do Bebê

Inicialmente, é importante considerar o clima esperado para a época do nascimento. E apesar do clima não ser exatamente confiável, saber se seu bebê vai nascer no inverno, primavera, verão ou outono, já é de grande ajuda na escolha das roupinhas que estarão na mala da maternidade .

Dê preferência a roupinhas feitas de algodão para não irritarem a pele sensível do bebê. E não se desespere se ao colocar a primeira roupinha ela ficar um pouco folgada, pois os bebês crescem muito rápido e em poucos meses, ou até mesmo algumas semanas, as roupinhas que estavam grandes nos primeiros dias provavelmente não servirão mais.

Vamos à lista:

6 macacões (de preferência com abotoação ou fecho pela frente, pois facilita na hora da troca de fraldas). Um desses macacões pode ser a roupa de saída da maternidade).
6 calças com pé (mijão)
6 bodies
4 a 6 pares de meias
4 fraldinhas de boca
2 toalhas fraldas (aquelas que tem a fraldinha por dentro. São macias e não agridem a pele sensível do bebê)
2 mantas se for verão, e 1 manta e 1 cobertor se for inverno
Luvas e toucas, se estiver frio (como o bebê pode colocar a luva na boca e molhar, é ideal que tenha mais de um par)

A lista acima foi feita considerando que os recém-nascidos costumam ficar internados por, no máximo, três dias, e acrescentamos uma “sobra”, já que é possível que o bebê precise fazer mais de uma troca de roupa por dia.

Lave bem todas as roupas com sabão neutro ou de côco em pó ou líquido, e não use amaciantes.
Evite usar golas e babados muito grandes para não incomodar o bebê e atrapalhar na hora da amamentação.
Para deixar as roupinhas do bebê bem organizadas e facilitar a troca de roupas, uma dica é separá-las em saquinhos individuais de plástico, TNT ou tecido, montando um kit para cada troca. Poderá ainda, numerar os saquinhos na ordem que queira que os kits sejam usados.

 

Cada Kit deve conter: 1 macacão + 1 body + 1 calça + meias + luvas + touca (se estiver frio).

Se você for mãe de menina, poderá incluir um acessório no kit, como por exemplo, um lacinho para o cabelo.

Itens de Higiene:
Sabonete líquido da cabeça aos pés
Escova de cabelo macia
Cotonetes
Pomada para assaduras
Lenço umedecido (provavelmente você não vai usar, pois não é muito recomendado pelos médicos)
Álcool 70%
20 fraldas RN
Chupeta (há divergências sobre o uso, principalmente para recém-nascidos que ainda não estão adaptados à amamentação)
1 saco plástico para roupas sujas
2 cueiros
1 trocador

 

Mala da Mamãe

Agora vamos focar no que a mamãe deve levar para a maternidade!

3 camisolas ou pijamas com abertura frontal, que facilite na hora de amamentar o bebê. Você pode pensar que três é exagero, mas antes sobrar do que faltar! O sangramento pós-parto pode sujar a roupa.
Penhoar, roupão ou roupas confortáveis para receber visitar e andar pelo hospital
Calcinhas confortáveis e grandes, já testadas (2 para cada dia de internação). Você precisará usá-las com absorventes grandes, seja parto normal ou cesárea.
2 sutiãs de amamentação, com abertura total, alças largas e sem aro
Meias
Cinta elástica (de acordo com orientação do seu médico)
Pacote de absorventes noturnos
Chinelos para caber em pés inchados e/ou pantufas
Absorventes para os seios
Pomada para os seios
Produtos de higiene pessoal: shampoo, condicionador, pente, escova, sabonete, desodorante, escova de dentes e creme dental
Kit básico de maquiagem. Afinal, você vai querer estar linda nas fotos e vídeos!!
1 roupa e 1 calçado para sair da maternidade. Dê preferência a um look confortável! Lembre-se que, quando tiver alta, você ainda deve estar inchada. Portanto, o calçado deve ser baixo e confortável e a roupa deve ser folgada

Outros itens:
Cartão pré-natal e últimos exames e resultados
Documentos de identificação dos pais (RG, CPF e Certidão de Casamento para fazer o registro na maternidade, se houver o serviço)
Máquina fotográfica, se você tiver equipamento fotográfico separado do celular
Carregador de celular
Lembrancinhas para as visitas
Enfeite de porta
Álcool em gel (para as visitas higienizarem as mãos)

 

Mala do Papai

Ele também não pode ficar de fora! Veja o que o papai deve levar para a maternidade!

Roupas
Cuecas
Meias
Pijama
Chinelo
Produtos de higiene pessoal

 

Bem, preparamos umas listas básicas com um pouco de folga para as malas de maternidade, mas saiba que são apenas 2 ou 3 dias que passam voando e não há necessidade de encher o quarto com coisas que só vão fazer volume e nem serão usadas.

Faça o seu checklist e não esqueça de nenhum item para o grande dia!

Tem algo que teria acrescentado ou não levaria para a maternidade de jeito nenhum?
Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tarifas e prazos

Tarifas

No intuito de prestar o melhor serviço para nossos clientes com alta tecnologia e segurança, o iFraldas retém um percentual de 7,99% sobre o valor das fraldas virtuais recebidas. Além disso, se o seu convidado efetuar o pagamento por meio de cartão de crédito, o Pagar.me (intermediadora de pagamento) cobra um percentual de 3,99%, ou, no caso de boleto bancário o valor de R$ 3,80 por boleto pago.

Quando da solicitação do resgate, informamos que não é cobrada taxa para a transferência. No entanto, a partir do segundo resgate, caso ocorra, será cobrada a taxa de 7,90 reais por transferência.

Prazos

O prazo para resgate das transações realizadas por boleto bancário é de 3 dias úteis. O prazo para resgate no caso de transações realizadas por meio de cartão de crédito é de 33 dias corridos. Em ambos os casos, o prazo para o iFraldas realizar a transferência dos valores é de 3 dias úteis, a partir da data de solicitação.