4 semanas de gravidez: Tudo que você precisa saber

Tabela de conteúdo

4 semanas de gravidez! Olhando o calendário você se surpreende. Como o tempo está passando depressa!  Ao mesmo tempo que acha estar sendo rápido demais, sua ansiedade aumenta a cada dia.

Certamente, você não vê a hora de seu bebê nascer, não é mesmo? Porém, há muito o que entender antes do momento chegar. Você está entrando na quarta semana. Sabe quais serão as reações? Como estará o feto? Seu desenvolvimento é o esperado?

Sabemos o quanto é importante que as mamães estejam muito bem informadas sobre cada etapa da gestação. Por isso, organizamos este pequeno guia, com tudo que você precisa saber sobre as primeiras 4 semanas de gravidez.  E então, pronta para descobrir cada aspecto desse momento?

Aqui a gente te conta. Vem saber.

4 semanas de gravidez: Como seu corpo reage e principais mudanças

4 semanas de gravidez marcam o primeiro mês da gestação.  É um período de alegria pela descoberta da gravidez. Mas também é quando começam a ocorrer muitas mudanças em seu corpo, que carrega uma nova vida. Isso, muitas vezes assusta.

Então, aparecem as dúvidas e as curiosidades, e você se questiona o tempo todo. Cada reação gera uma incerteza. Será que está tudo bem? Sentir isso é  bom sinal? Estou enjoando muito, é normal? Como estará se desenvolvendo meu bebê? O que ele já sente?

Se você está na 4ª semana de gravidez e já descobriu isso, saiba ser uma sortuda. Nem todas as mulheres detectam a gestação, assim, no comecinho. Algumas só se descobrem grávidas ao fim das 4 semanas ou, até mesmo, entrando na quinta ou sexta semana.

Isso acontece. O tempo da descoberta difere-se muito de mulher para mulher, de gestação para gestação. Incrível né? Mas tudo fica bem melhor quando você se informa. Portanto, é importante descobrir quais as principais mudanças e reações que acontecem nas 4 primeiras semanas de gestação.

As 4 semanas de gravidez marcam o início de uma fantástica mudança na vida da mulher. O corpo dá sinais e a futura mamãe começa a sentir algumas coisas diferentes. Mas, quando é que a mulher descobre que está grávida? Quando começam os sintomas?

A gravidez nem sempre se manifesta nas 4 primeiras semanas de gravidez

Já te dei uma dica acima. Aliás, te contei que nem toda mulher descobre a gestação no primeiro mês. Os sintomas e o tempo de seu surgimento variam de mulher para mulher. Imagina que varia até na mesma mulher entre as diferentes  gestações. 

Isso é fantástico, pois nos mostra que realmente, cada um de nós é único, desde a concepção! Saiba que as reações do organismo e alguns sintomas podem aparecer antes que a mulher se dê conta do atraso menstrual.

No entanto, na maioria das mulheres os sintomas se manifestam a partir da 4ª semana de gravidez. Logo quando faltam, mais ou menos, uma ou duas semanas para menstruar, tem gente que já começa a sentir indícios de que algo está mudando.

Porém, não pense que estes sinais chegam com a mesma intensidade para todas. Tem as que não sentem nada! Mas, para algumas os sintomas são evidentes. E são tão nítidos que elas já se descobrem grávidas, antes mesmo do teste.

Portanto, é legal prestar bastante atenção nas reações do corpo. Conheça as mais comuns, abaixo.

4 semanas de gravidez: Reações do corpo

Um dos primeiros indícios de que há algo diferente, é a ausência da menstruação. Porém, com o atraso menstrual, antes deste, ou logo depois dele, ocorrem diversos sintomas. Principalmente estes, são os mais comuns:

  • Sono excessivo;
  • Cansaço;
  • Desânimo;
  • Hipersensibilidade e irritabilidade;
  • Vontade chorar;
  • Em certas mulheres os seios ficam doloridos, inchados e a barriga um tanto endurecida.

Muitas vezes, a mulher começa a sentir tudo isso antes mesmo de descobrir que está grávida. Na verdade, estas reações ocorrem por causa  das  intensas alterações hormonais no organismo feminino. Neste caso, quem está agindo é o HCG, o hormônio da gravidez

Dessa forma, saiba ser ele que revela que a mulher está grávida. Quando detectado nos exames de  urina  ou de sangue, logo revela a gravidez. Também é ele o responsável por todas as reações e sintomas sentidos nas 4 primeiras semanas de gestação.

O HCG também responde pela produção do estrogênio e progesterona, hormônios que revestirão o útero materno, preparando o corpo feminino para o crescimento do bebê. E quando, com essas reações, falta a menstruação, é o momento certo de fazer um teste de gravidez. 

Então, quando  seu teste dá positivo, primeiramente  você sente uma enorme euforia por estar grávida. Em seguida, começam outras reações do organismo. Sendo assim, para que as  incertezas e insegurança não tomem conta de você, entenda o que está acontecendo em seu corpo.

4 semanas de gravidez: Sintomas e cuidados

Estes sintomas e reações que acontecem nas 4 primeiras semanas de gravidez são ocorrências muito subjetivas. Quer dizer que nem toda mulher sente e nem todos os organismos reagem da mesma forma

Você já ouviu falar, por exemplo, que tem grávida que não sente enjoo? Pois, saiba que isso ocorre sim. Enquanto algumas enjoam a ponto de não conseguirem comer direito, outras não sentem nada.

Outras reações, além dos enjoos e dos sintomas já citados acima, são as tonturas, mamilos hipersensíveis e doloridos, aumento da fome, humor alterado, vômitos, aumento da micção, cólicas abdominais, aversão a cheiro muito forte, etc.

Os exames e os cuidados nas 4 primeiras semanas de gravidez

Nesta fase, quando você descobre a gravidez, alguns exames e muitos cuidados são fundamentais. Primeiramente é essencial fazer um teste de gravidez. Ele te dará a certeza de seu estado. Em segundo lugar vale procurar um obstetra e iniciar seu pré-natal

No entanto, há diversos outros cuidados que você precisa ter nas primeiras semanas de gestação. Vamos no passo a passo, para você saber o que deve fazer primeiro.

O teste de gravidez

Este, com certeza deve ser o primeiro passo. Principalmente quando se está muito ansiosa por um bebê, podem ocorrer equívocos. Por exemplo, as mulheres com ciclo menstrual irregular estão sempre sofrendo com atrasos. E nem sempre significa gravidez. 

Sendo assim, para você não se decepcionar, o melhor é fazer um teste. Isso não é complexo, visto que tanto os testes de laboratório, quanto os de farmácia, são feitos para verificar se há a presença do hormônio HCG. 

Mais acima, já conversamos um pouco sobre o HCG. Ele é chamado hormônio da gravidez por muitos motivos, mas especialmente por ser importante para detectar este estado, logo no início. Outro motivo é por ser produzido somente quando a mulher está grávida. O HCG pode até surgir em outras circunstâncias, porém, em casos de doenças.

Existem alguns tipos de testes como, por exemplo:

O Beta HCG Este teste é feito a partir da coleta de sangue. É considerado o mais eficaz, pois consegue detectar os níveis de HCG – Hormônio gonadotrofina coriônica, na corrente sanguínea. 

Testes de farmácia – Utilizam o mesmo princípio, ou seja, também verificam a presença do HCG, porém na urina. 

Ultrassom obstétrico – Este tipo de ultrassonografia é feita por via transvaginal. Porém, só consegue constatar a gravidez a partir da 5ª semana.

Nas primeiras 4 semanas de gravidez é preciso dar início ao Pré-natal

O próximo passo, assim que é confirmada a gravidez é buscar um ginecologista obstetra. Este é o profissional que te acompanhará e te orientará por toda a gestação. Ele será responsável pelo pré-natal. Este acompanhamento é de suma importância, tanto para a saúde da mãe, quanto do bebê

No decorrer deste, são feitos os exames laboratoriais e ultrassonografias para  acompanhar o desenvolvimento da criança. Além disso, os exames verificam o bem-estar da mãe e da criança.

Os primeiros exames nas 4 primeiras semanas de gravidez

Logo no início do pré-natal, o médico já  solicitará alguns exames. Veja os principais: 

  • Glicemia – para averiguar os níveis de glicose no sangue e saber se há indícios de diabetes;
  • Grupo sanguíneo e fator RH – para identificar o tipo sanguíneo, com a finalidade de observar se existe risco de incompatibilidade sanguínea entre a gestante e seu bebê;
  • Anti-HIV  – investiga presença do vírus da AIDS;
  • Exame para sífilis – para detectar a doença, se houver;
  • IgG para toxoplasmose – para averiguar se há presença de anticorpos contra o parasita transmissor da toxoplasmose, problema que pode causar a má formação da criança;
  • Exames para investigação de rubéola e de hepatite B;
  • Urina e Urocultura;
  • Ultrassonografias – para detectar a idade gestacional e observar se há má formação, entre outros fatores.

4 semanas de gravidez: Outros cuidados

Certamente, o primeiro mês é um dos mais importantes. É o início da formação da criança. É no primeiro trimestre que muita coisa se define na gestação. Seu corpo retorna reações diferentes. Tudo é novo e são muitos cuidados a tomar. Entre estes, um dos principais é com a alimentação.

Alimentação

É super importante ter uma alimentação equilibrada. Nesta fase é preciso nutrir-se com alimentos que contenham vitaminas, minerais e carboidratos. No entanto, não é recomendado exagerar para evitar excesso de peso.

  • Neste primeiro momento da gestação são relevantes, principalmente, os alimentos com ácido fólico. Ele é encontrado em folhas verde-escuras como couve, brócolis, espinafre, etc. Sementes leguminosas como fava, grão-de-bico, feijão, ervilha, também são ricas neste nutriente. O ácido fólico é importante nesta fase, pois sua carência no organismo materno pode levar às malformações fetais. Por isso, o médico poderá te receitar suplementação com ácido fólico;
  • O magnésio reduz risco de pré-eclâmpsia e parto prematuro. É encontrado na banana, no abacate, no espinafre, no feijão manteiga cozido, nas amêndoas, nos flocos de aveia, nas castanhas  de caju, entre outros;
  • O cálcio também é um nutriente essencial na gravidez. Ele é fundamental para dentes e ossos. Você pode achar cálcio no leite, queijo, salmão, sardinha, etc.;
  • A vitamina A auxilia na formação adequada da visão do bebê. Também é relevante para formação dos tecidos. Você a encontra em alimentos como: cenoura, abóbora, milho, gema de ovo, etc.;
  • Vitaminas do complexo B;
  • Beba muita água! Grávidas precisam de pelo menos 2 litros de líquidos por dia;
  • Além desses, outros nutrientes são essenciais no decorrer da gestação. Como exemplo, as fibras, o ferro e o zinco.

O que não comer na gravidez

Alguns alimentos devem ser evitados. No entanto, saiba que principalmente, as questões de higiene são importantíssimas. Além disso, também devem ser dispensados os alimentos crus. Estes, frequentemente são causa de contaminação por bactérias, protozoários e vermes. Veja quais alimentos você deve evitar na gravidez.

Com 4 semanas de gravidez, assim como, no decorrer de toda a gestação você deve evitar determinados alimentos. Alguns por suas substâncias tóxicas, outros porque podem atrapalhar o bom desenvolvimento da criança. Portanto, saiba o que eliminar de sua dieta.

  • Peixe cru ou defumado e carnes mal passadas – Mantenha-os, definitivamente, fora de seu cardápio. Há grande risco de contaminação pela bactéria listeria ou surgimento de doenças como cisticercos e toxoplasmose;
  • Ovo cru pode carregar a bactéria salmonela;
  • Leite vindo da roça, não pasteurizado, pode conter microrganismos nocivos;
  • Frutas mal lavadas; 
  • Vegetais crus de procedência duvidosa. É arriscado comê-los, principalmente, fora de casa;
  • Atum? Evite-o, visto que possui alto teor de mercúrio;
  • Alimentos com cafeína como café, Coca-Cola, alguns chás, etc. Diminua o uso, pois, a cafeína em excesso pode causar aborto;
  • Adoçantes não são bem-vindos no decorrer da gravidez. Dispense seu uso;
  • Exclua as bebidas alcoólicas. Estas estão completamente proibidas.

Sinais que necessitam atenção e investigação médica nas 4 primeiras semanas de gravidez

Alguns sinais necessitam de sua atenção e requerem investigação médica, quando ocorrem nas 4 primeiras semanas de gravidez. São indícios de que algo não vai bem. Portanto, fique atenta e procure orientação médica, se  tiver sintomas como: 

  • Febre;
  • Diarreia;
  • Dores abdominais fortes;
  • Sangramento.

Grávidas podem menstruar nas primeiras semanas?

Atenção, grávidas não menstruam. Existe um mito a esse respeito, que diz que  algumas mulheres podem menstruar,  mesmo após descobrirem que estão grávidas. Isso precisa ser investigado.

Um pequeno sangramento, de 2 ou 3 dias, pode acontecer  quando o embrião começa a ser implantado no endométrio, no útero. É um processo chamado nidação. No entanto, isso ocorre antes mesmo de ser liberado o HCG, hormônio que faz detectar e perceber a gravidez. 

Sendo assim, não há sangramento que permaneça nas 4 semanas de gravidez. Isso, certamente, pode significar problemas, como princípio de um aborto. Portanto, se isso ocorrer, busque um médico o mais rápido possível.

4 semanas de gestação: O que grávida não pode fazer

Uma fase de muita relevância são estas 4 primeiras semanas de gestação. Aliás, todo o primeiro trimestre é um período bastante delicado. É quando a formação do feto iniciará. Sendo assim, todo zelo é preciso. 

  • Na alimentação você já sabe o que evitar, pois, falamos sobre isso em tópico mais acima;
  • As atividades físicas não estão proibidas, a não ser que haja recomendação médica para evitar. No entanto, use o bom senso e diminua o ritmo;
  • Entretanto, saiba que alguns exercícios físicos são completamente contraindicados. Entre estes estão a corrida, o cross fit, o jump, spinning. São atividades que podem levar ao excesso de esforço físico, que causam deficiência de oxigênio para o bebê. O melhor é conversar com seu médico e buscar um profissional de educação física para te orientar;
  • Não faça automedicação;
  • Acima de tudo, exclua de seu cotidiano o fumo e o álcool;
  • Não faça tatuagens no período da gravidez. Podem causar alergias e infecções. Além disso, a higiene e assepsia nem sempre são garantidas. Isso leva ao risco de Hepatite B e HIV;
  • Grávida não pode doar sangue. Quem o faz arrisca comprometer a própria saúde e a do bebê.

4 semanas: Como está o desenvolvimento do bebê?

Um fator importante e que toda futura mamãe deseja entender é como está o desenvolvimento da criança nas 4 primeiras semanas. Veja  aqui abaixo o que está ocorrendo dentro de você nesta fase.

Nesta 4ª semana de gestação seu bebê está começando a ser formado. Primeiramente é formado o tubo neural. Esta é a estrutura que dá início à formação humana. Funciona como se fosse um alicerce. Ele será o responsável por originar o sistema nervoso central, o cérebro e o coração.

Aos poucos começa a surgir o coração, o primeiro órgão a se formar. E assim, o sistema circulatório ganha vida e já começa a bombear sangue.

Na 4ª semana, o bebê tem somente 2 mm. Está do tamanho de uma semente de papoula. Vai pouco a pouco se desenvolvendo.

Semanas Tamanho - Quanto mede? Pode ser comparado ao tamanho de:
 4  2 mm Semente de papoula ou cabeça de um alfinete
 5  3 mm Semente de gergelim
 6  4 mm Grãozinho de lentilha
 7 Pesa 1 grama com 8 mm Uma amora
 8  11 mm Um grão de feijão
 9  2,5 cm Uma uva
 10  3 cm Uma azeitona
 11  4 cm Um figo
 12  5 cm Uma lima
 13  7 cm Uma ervilha

4 Semanas de Gravidez corresponde ao tempo mais marcante e mais delicado da gestação. É quando os órgãos estão sendo formados. Tudo precisa dar certo. Com certeza você pôde perceber a importância desse período no decorrer do artigo. É considerado, portanto, um estágio fundamental que precisa de todo cuidado.

E se você é futura mamãe, que está com 4 semanas de gravidez, poderá aproveitar muito das informações que estão aqui. Esperamos que tenha gostado muito. E se achou que são úteis, compartilhe com outras gestantes. Com certeza, elas vão agradecer a atenção.

E aí, esse texto te ajudou? Leia mais conteúdos do nosso blog:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.