8 semanas de gravidez: Tudo que você precisa saber

Tabela de conteúdo

8 semanas de gravidez significa que você está no final do segundo mês de gestação. É um passo a mais na direção de seu sonho de ser mãe. Talvez a barriguinha ainda não esteja aparecendo tanto quanto você queria.

E a gente sabe como você está torcendo para isso acontecer logo. Mas, calma! Seu pequeno está crescendo a cada dia. Nós também estamos na torcida. Portanto, queremos acompanhar tudinho com você.

Já te contamos sobre as primeiras 4 semanas, mas agora você já chegou na oitava semana de gravidez e muita coisa mudou. Sendo assim, é hora de você ficar sabendo como está se desenvolvendo seu bebê!

E também precisa estar por dentro dos sintomas e cuidados. São muitas dúvidas, não é mesmo? Mas, não se preocupe, pois, tem tudo aqui, inclusive algumas curiosidades legais deste período de gestação. Fica por aqui para você ver…

8 semanas de gravidez: Como seu corpo reage e as principais mudanças

Uma preocupação que passa pela cabeça da maior parte das gestantes são as reações que começam a ocorrer no corpo. Algumas mulheres sofrem bastante com os sintomas, enquanto outras não sentem quase nada. 

Por isso, todas querem estar a par do que é normal neste estágio. Aliás, é mesmo importante entender o que é ou não motivo para real apreensão. Estas primeiras 8 semanas são especialmente importantes, por marcarem o desenvolvimento inicial do novo ser. 

É neste período que acontece uma acelerada multiplicação das células, que vão originar os órgãos principais da criança. Este também é o intervalo de tempo que marca o começo de diversas alterações no corpo feminino. Estas, são causadoras de sintomas, muitas vezes, indesejáveis.

Sendo assim, o melhor é tentar entender logo, os sinais que podem te afetar nesta oitava semana:

  • Pode ser que sua barriga ainda não esteja crescidinha, mas seu útero já aumentou de tamanho. A rapidez com que isso acontece é impressionante; 
  • Nota-se o atraso da menstruação; 
  • Ocorrem mal estar, desconforto e enjoos. São resultado das mudanças hormonais que caracterizam o começo da gravidez;
  • O útero aumenta sua dimensão. No entanto, na primeira gravidez esta evidência demora mais a aparecer, visto que o crescimento da barriga é mais lento. Isso é assim, porque na primeira gestação, a musculatura uterina ainda não tem muita elasticidade. 
  • Podem surgir sinais semelhantes à tensão pré-menstrual (TPM). Inclusive acontecem a irritação e inquietude destes dias. O humor fica arrasado e te invade um cansaço incomum.
  • Os seios incham e ficam super sensíveis;
  • Muitas mulheres sentem dores de cabeça, entre outros sinais.

Se você já estiver fazendo o pré-natal, lembre-se de relatar a seu obstetra todos esses sinais. A orientação médica é o que mais pode te ajudar. Sempre há algo a fazer a respeito quando os sintomas incomodam.

Tem jeito de aliviar os sintomas da gravidez?

Conte com a orientação do médico obstetra. Ele pode te receitar o remédio correto, em casos de incômodos excessivos. Porém, você também pode tomar algumas precauções que auxiliam a reduzir o mal estar. Por exemplo:

  • Evite cheiros fortes e perfumes se você estiver enjoando muito;
  • Prefira alimentos mais leves se vômitos e náuseas estiverem ocorrendo;
  • Não fique por muitas horas sem comer. O jejum leva ao desconforto, tonteiras e náuseas;
  • Descanse o máximo que puder. O sono e o cansaço aumentados são sintomas naturais a esta altura da gestação;
  • Mantenha-se hidratada ingerindo pelo menos 2 litros de líquidos por dia. Entretanto, não beba de uma só vez. A ingestão de líquidos deve ser feita no decorrer do dia. Assim, até os enjoos costumam melhorar.

Alguns tipos de sucos aliviam os enjoos e até mesmo contribuem para uma alimentação saudável. Há opções como: suco de melancia, de banana, limão e abacaxi.

A água de coco e a água gaseificada também são boas aliadas neste ciclo gestacional, visto que aliviam o mal estar gástrico.

Cuidados na 8ª semana de gravidez

No tópico acima já conversamos sobre alguns cuidados. Mas, tem muito mais. Existe uma série de precauções que a gestante precisa tomar. A oitava semana de gravidez é, na verdade, o final do 2º mês.

Ainda há muito a esperar. E tudo precisa estar certo para uma gestação tranquila e um parto feliz. Portanto, fique atenta às recomendações abaixo.

O primeiro cuidado é com o pré-natal. Se você ainda não começou, não perca mais tempo. Procure logo um obstetra e inicie.

O cansaço, além do que você está acostumada, pode ocorrer. Conforme já citamos, é uma das reações do organismo. Uma certa carência energética é comum nas primeiras semanas.

Você deve, portanto, não exagerar nos trabalhos. Evite forçar o organismo, alternando tempo de atividade e períodos assíduos de descanso.

Entretanto, uma maior atenção se faz necessária. A falta de energia que leva à fadiga extrema pode ser anemia.

Por isso, relate ao seu médico. Por meio de exames, ele verificará como está seu organismo. Além disso, capriche na alimentação ingerindo alimentos que são fonte de ferro.

Mais um ponto de atenção são as tonturas. Elas podem acontecer se a gestante permanecer muito tempo em pé ou quando se levanta repentinamente. Portanto, evite estas situações. Porém, as tonturas também podem significar baixa de glicose. Sendo assim, observe e investigue.

Algo que você não pode descuidar é da alimentação. Uma nutrição adequada ajuda tanto para o crescimento do bebê, quanto para o seu bem-estar. Confira abaixo algumas recomendações sobre a alimentação.

8ª semana de gravidez: Como está a sua alimentação?

Alimentação: um aspecto que tem tudo a ver com o bem-estar da mamãe, um parto feliz e bebê saudável. Sim, é isso mesmo! Os alimentos e seus nutrientes são os responsáveis por grande parte da saúde. 

As mulheres passando pelo final do segundo mês de gravidez, ou seja, na 8ª semana, devem ter empenho em comer de forma saudável. Portanto, adicione à sua rotina alimentar:

  • Alimentos que são fonte de ferro e que contém cálcio, zinco, iodo;
  • Também devem fazer parte de seu dia a dia os alimentos contendo: vitamina C, a vitamina D, com ômega 3 e vitaminas do complexo B.
  • Nos peixes, carnes e ovos você encontra vitaminas do complexo B, essenciais durante a gravidez;
  • O cálcio é achado nos laticínios e em grãos vegetais. É indispensável;
  • O ferro, em especial, é elemento fundamental na gestação. Ele pode ser adquirido com a ingestão de carnes, ovos, legumes, folhas escuras como couve e espinafre, os cereais (prefira os integrais), frutas e frutos secos;
  • Uma dica é tomar um suco de laranja ou acerola com os alimentos que contém ferro, pois a vitamina C presente nestas frutas ajudam na absorção do ferro.

Entre os cuidados está também o que a grávida não deve fazer:

  • Não exagere nos trabalhos e exercícios físicos;
  • Se você fuma, o melhor é tentar parar imediatamente. O fumo é um mal que afeta o desenvolvimento do pequeno, assim como seu bem-estar.

Mulheres fumantes podem causar em seus bebês problemas como parto prematuro e baixo peso fetal. A nicotina, presente no cigarro, diminui o fluxo de sangue que chega à placenta. 

Sendo assim, há diminuição de nutrientes e de oxigênio para o feto, levando ao risco de hipóxia, uma redução de oxigênio no organismo.

Os exames nas 8 primeiras semanas de gravidez

Se você ainda não passou pela primeira consulta, vá se preparando, pois, vários exames serão solicitados. Já te falamos deles nas primeiras 4 semanas de gravidez

Porém, algo importante acontece neste dia. O médico irá fazer uma estimativa de quando nascerá seu bebê. Trata-se de antever a data provável do parto, tomando por base o primeiro dia da menstruação que veio por último. Saber quando nascerá seu nenê é um dos momentos emotivos da gravidez.

Além disso, o obstetra vai analisar sua saúde no momento. Verá se existem problemas clínicos, como diabete, hipertensão arterial, problemas cardíacos, etc.

E você terá que se submeter a diversos exames, como o de sangue, que vai detectar seu grupo sanguíneo, e fator RH, para saber se existe incompatibilidade. 

O exame de sangue também servirá para observar se há presença de sífilis, hepatite B, HIV, toxoplasmose, rubéola, diabete, e outros.

O exame de urina, por sua vez, serve como analisador de infecção urinária e presença de proteína no sangue, etc.

Estando na oitava semana seu médico pode te submeter a um ultrassom. Neste exame será confirmado se o bebê está no lugar certo no útero. Neste momento observa-se também se a gravidez é de gêmeos.

Ah, já sei que você está curiosa para saber o sexo do nenê, não é? Ainda não dá para descobrir por meio de ultrassom, mas a tecnologia médica não brinca em serviço.

Já existe a sexagem fetal. Trata-se de um exame de sangue que revela se é menino ou menina. Corra e faça logo, assim o enxoval poderá ser personalizado!

Sinais que necessitam atenção e investigação médica nas 8 primeiras semanas de gravidez

A gravidez envolve muitas mudanças no corpo. Além disso, infelizmente, existem também muitos riscos. Por isso, sua atenção quanto ao que sente deve estar redobrada. 

Há os sintomas normais, comuns em qualquer gestação, mas há os que necessitam de atenção e investigação médica imediata. 

Portanto, para você ficar tranquila, aqui está uma lista de sintomas que precisam de avaliação médica. Assim, você poderá identificá-los rapidamente e logo procurar ajuda.

  • Sentir dor de cabeça:

É normal até certo ponto. Se a dor for intensa, persistente, com tontura e visão turva é preciso investigar.

Porém, cuidado com aquele tipo de dor de cabeça que permanece por mais de 2 horas e não cede mesmo após a ingestão de analgésicos.

Além disso, observe se surgirá alteração de visão, pois são agravantes que podem significar um problema maior.

Pode ser uma enxaqueca, mas também pode revelar o surgimento de uma hipertensão específica da gravidez. Nesse caso, procure ajuda médica.

  • Febre persistente, acima de 38 °C:

Se custa a ceder e a temperatura passa a se elevar novamente, pode ser alguma infecção que merece ser investigada. Busque seu médico.

  • Desmaio:

Dirija-se ao pronto socorro ou hospital. Relate a seu médico e reflita sobre sua alimentação. Ela está adequada? Você está tomando suplemento vitamínico que previne ou trata anemia? Se houver outros sinais como aceleração cardíaca, fala arrastada, embaçamento de visão e falta de ar o socorro precisa ser imediato.

  • Vômitos e náuseas em excesso:

Estes são bons motivos para procurar o ginecologista obstetra. Se não tratados podem levar à desidratação da gestante. Pode ser um problema chamado hiperemese gravídica.

  • Cansaço e indisposição excessiva:

Pode significar diabete gestacional, anemia ou problemas cardíacos. Neste caso, marque uma consulta.

  • Dor abdominal muito forte, como se fossem cãibras:

Nesse caso, é preciso verificar se está tudo bem com o bebê e se não há sinal de aborto espontâneo ou descolamento de placenta. O atendimento médico deve ser procurado urgentemente.

  • Sangramento vermelho-vivo e intenso:

Procure socorro imediatamente. Dirija-se ao hospital ou pronto-socorro.

Estes são sinais que, quando acontecem com intensidade e persistência, indicam que algo não está bem. Mas, você não deve se assustar, procure atendimento médico.

8 semanas de gravidez: Como está o desenvolvimento do bebê?

A oitava semana corresponde ao 2º mês de gravidez. O embrião está em crescimento e se aproxima o momento de se tornar um feto.

Ele mede entre 11 a 20 mm e seu peso é de mais ou menos 1 grama. Já estão sendo formados os olhos, nariz e boca. E ele tem até língua, que está formada desde a 6ª semana. Também estão se formando os braços e as mãos com dedinhos.

As perninhas já estão em formação, assim como, os joelhos, tornozelos e os dedos, mas ainda não há ossos. Somente agora eles começam a surgir para substituírem as cartilagens que seguram os tecidos.

Apesar desse desenvolvimento acelerado dos membros superiores e inferiores, eles ainda não se parecem exatamente como os nossos. São pequenos brotinhos que se diferenciam em pés, mãos e dedos com membranas.

Como você já sabe, ele conta com coraçãozinho, que bombeia sangue desde o início do segundo mês. Além disso, os órgãos genitais também começam a se definir.

O sistema digestivo segue em formação. Os intestinos iniciam seu desenvolvimento no cordão umbilical e somente migrarão para o abdome, quando este tiver tamanho suficiente para abrigá-los.

Porém, tudo isso já acontece porque o cérebro de seu pequeno já está ativo, desde o primeiro mês de gestação.

Apesar de toda esta estrutura formada, o bebê ainda é um embrião, mas já se movimenta em meio ao líquido amniótico. E continuará em fase embrionária até o fim do segundo mês.

Ele é pequenino, bem, pequenino. Tem o tamanho de um grão de feijão ou de uma framboesa. Ao fim da oitava semana, ou seja, final do segundo mês, todos os órgãos essenciais já terão iniciado sua formação.

8 semanas de gravidez: Curiosidades

A gestação é a espera pelo surgimento de um novo ser. Por isso, toda mamãe e também os papais ficam por 9 meses inebriados.

Mas, ao fim desse tempo, o encantamento não passa. Ao contrário disso, transforma-se em êxtase. Lágrimas, satisfação e alegria invadem estes corações, pois nasce seu bebê. Se você já passou por isto, vai nos dizer se concorda ser assim.

Entretanto, alguns fatos curiosos cercam a espera, que antecede estes momentos. Vale a pena conhecer alguns deles.

Este pequenino surge como embrião e assim permanece até o final da 8° semana, quando passa então a ser um feto.

Na oitava semana de gravidez ele é bem pequeno, do tamanho de uma framboesa, mas já possui um coração, que está dividido em 4 câmaras diferentes.

O mais incrível é que um ser com apenas 13 milímetros já tem um coração, que bate com mais força que o nosso. São aproximadamente 150 a 170 batidas por minuto. Compare com nosso batimento cardíaco normal que é de 50 a 90 bpm e se surpreenda!

É neste período que o desenvolvimento mais crítico acontece. Por isso, é tempo de muitos cuidados. Exposição a drogas, pesticidas ou vírus pode ser desastroso e causar deficiências congênitas.

8 semanas de gravidez é tempo de cuidar, mas também é tempo de sonhar, de se emocionar e viver o melhor que a vida pode conceder a uma mulher. Aproveite este guia e acompanhe cada etapa de sua gestação. São informações que podem fazer diferença para você, mamãe, e para seu bebê.

Gostou? Leia mais conteúdos como este:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O seu chá de bebê começa aqui

Faça sua lista de presentes e receba tudo em dinheiro.

ahh, montar sua lista é grátis ☺️